Preços das casas desceram em mais de 60 municípios portugueses

Freixo de Espada a Cinta lidera as descidas, com um valor por metro quadrado de 134 euros.

Há 63 concelhos em Portugal que não seguem a tendência de aumento do custo da habitação, o que corresponde a cerca de quinto do total. Nestes municípios, as casas vendem-se por um preço médio inferior ao registado há dois anos.

A contagem é feita pelo “Jornal de Notícias” (JN) na edição desta segunda-feira, com base em dados do Instituto Nacional de Estatística (comparação do terceiro trimestre de 2016 com o mesmo período de 2018). De acordo com o matutino, Freixo de Espada a Cinta lidera as descidas, com um valor por metro quadrado (m2) de 134 euros (menos 44,4%).

Concelhos como Vila Velha de Ródão (-42,3), Santa Cruz da Graciosa (-37,9), Tarouca (-36), Campo Maior (-35,6), Calheta (-35,5), Almodôvar (-32), Castanheira de Pera (-30,5), Pampilhosa da Serra (-29,7) e Sabugal (-24,7) estão igualmente no ranking das maiores quedas.

“O preço responde em função da procura, o aumento é uma realidade em Lisboa, no Porto e pouco mais (…). As pessoas têm de se convencer de que não é tudo ouro e petróleo”, disse ao JN Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária.

Relacionadas

Arrendar casa em Lisboa: As zonas mais caras e mais baratas

Se tenciona arranjar casa na capital, saiba quais são as freguesias mais caras e as que ficam mais em conta.

Rendas das casas dispararam mais de 25% em três freguesias de Lisboa

Santo António, Misericórdia e o Parques das Nações são as três freguesias mais caras da capital portuguesa. Já as freguesias mais baratas para arrendar são Santa Clara, Marvila e o Beato.

Desde 2009 que não se vendiam tantas casas em Portugal

O ano de 2018 ficou também marcado por ser o ano em que se venderam mais casas novas desde 2011. Já o número de habitações existentes atingiu o valor mais alto desde 2009.
Recomendadas

Atenção às excursões. O barato pode sair caro, alerta Deco

Se comprou um produto e vem a arrepender-se, tratando-se de um contrato celebrado fora do estabelecimento comercial – o consumidor tem direito a resolver o contrato nos 14 dias subsequentes (a contar do dia em que o consumidor recebe esse produto).

Economize: Orçamento familiar. Devo dar semanada ou mesada ao meu filho?

As semanadas ou as mesadas devem ser usados na educação financeira das crianças pois são o melhor instrumento para ensinar a fazer e gerir um orçamento desde cedo.

“Overtourism”: Estas 10 cidades estão a ser engolidas pelo turismo em massa

Com cada vez mais viajantes, o conceito de turismo em excesso alargou-se a mais destinos. Conheça os países que vão ser as principais vítimas deste fenómeno na próxima década.
Comentários