Preços regulados de gás natural sobem 0,3% a partir de hoje

Esta subida abrange os 243,5 mil consumidores que estão no mercado regulado e vigora durante o ano gás de 2021/22.

A tarifa regulada de gás natural vai subir 0,3% a partir de hoje, sexta-feira, 1 de outubro. Esta subida vai vigorar durante o ano gás 2021/22, entre 1 de outubro e 30 de setembro 2022. O aumento abrange os 243,5 mil consumidores que estão no mercado regulado.

Isto representa mais 0,04 euros para um casal que pague uma fatura média mensal de 10,90 euros, e mais 0,07 euros para um casal com dois filhos com uma fatura média mensal de 20,23 euros, segundo as contas da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Já 56 mil consumidores com tarifa social vão ter direito a um desconto de 31,2% durante este período, que representa menos 3,40 euros mensais para um casal, e menos 6,31 euros mensais para um casal com dois filhos.

A ERSE também anunciou uma descida das tarifas de acesso à rede, uma das componentes da fatura mensal. Esta descida vai desde os 2,2% na baixa pressão para consumidores domésticos, ao -3,9% na média pressão, e -28,8% para a alta pressão, os consumidores em larga escala.

“Apesar da redução da tarifa de acesso às redes, a subida no custo de aprovisionamento do gás natural justifica o acréscimo nas tarifas transitórias de Venda a Clientes Finais. Tendo em conta as sucessivas reduções de preços nos anos anteriores, a variação acumulada da tarifa transitória de Venda a Clientes Finais para clientes domésticos de gás, nos últimos cinco anos, registou uma redução de 8,4%”, segundo a entidade liderada por Pedro Verdelho.

Recomendadas

Poupanças dos portugueses subiram em ano de pandemia

A poupança dos portugueses subiu de 7,4% para 14,2% em período de pandemia mas a maioria não é rentabilizada porque está em depósitos à ordem e a prazo, conclui a Deco. O investimento em certificados de aforro teve um aumento, passando de 12 mil milhões em período pré-pandemia para 12,4 mil milhões em agosto de 2021.

Saiba como funciona e para que serve uma certidão de não dívida

Estes documentos podem ser necessários, por exemplo, se pretender solicitar um adiamento da prestação do crédito à habitação.

Saiba o que tem de fazer antes de assinar um contrato de arrendamento

Procure de forma intensiva todas as opções do mercado, visto que uma análise com mais ponderação e paciência pode fazer toda a diferença.
Comentários