Prémio Nobel da Paz debate alterações climáticas em Cascais

Além de Rajendra Pachauri, a conferência prevista para hoje contará com a presença do secretário de Estado do Ambiente, José Mendes.

O Prémio Nobel da Paz, Rajendra Pachauri, está hoje em Portugal, para debater as alterações climáticas.

O líder do Movimento Protect Our Planet (POP) e presidente do World Sustainable Development Forum (WSDF) vai participar hoje na conferência “Alterações Climáticas: Preparar o Futuro”, que terá lugar hoje, a partir das 10 horas, na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, uma iniciativa promovida pelas Conferências do Estoril.

A conferência será dividida em dois painéis. O primeiro terá como mote “O papel dos governos locais e as estratégias a implementar no âmbito das alterações climáticas”, contando com oradores como Joana Pinto Balsemão, vereadora da Câmara Municipal de Cascais; Filipe Duarte Santos, professor universitário e especialista em alterações climáticas; e Nuno Lacasta, presidente da APA – Agência Portuguesa do Ambiente.

O segundo painel terá como “Sul da Europa: um ‘hobspot’ para as alterações climáticas” e contará coma presença do referido investigador indiano Rajendra Pachauri (Prémio Nobel da Paz em 2007), assim como do secretário de Estado do Ambiente, José Mendes, sendo um painel moderado pelo jornalista José Rodrigues dos Santos.

A abertura deste evento estará a cargo de Teresa Valente, director das Conferências do Estoril, e do vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, Miguel Pinto Luz.

Carlos Carreiras, presidente do município de Cascais, será o responsável pelo encerramento deste debate.

 

Ler mais
Recomendadas

COP24: Regras sobre gases com efeito de estufa são fundamentais, diz ministro do Ambiente

A conferência do clima na Polónia tem de definir regras sobre monitorização de emissões de gases com efeito de estuda, defendeu o ministro do Ambiente, que desvaloriza a ausência de líderes mundiais e admite ser difícil consenso sobre financiamentos.

Matos Fernandes: “Com o combate às alterações climáticas, vamos ter uma economia mais sustentada e mais emprego”

Portugal vai revolucionar o setor dos transportes nos próximos 10 anos e investir largamente na energia solar, só considerando a exploração de petróleo com uma “discussão muito alargada”, disse o ministro do Ambiente em entrevista à Lusa.

Como melhorar a eficiência hídrica em casa

Com a adoção de medidas de eficiência hídrica, incluindo a utilização de equipamentos e dispositivos mais eficientes e tecnologias inovadoras, em substituição dos sistemas e equipamentos convencionais, é possível reduzir 30% a 45% o consumo de água em casa e nos edifícios.
Comentários