Prémio Nobel da Paz debate alterações climáticas em Cascais

Além de Rajendra Pachauri, a conferência prevista para hoje contará com a presença do secretário de Estado do Ambiente, José Mendes.

O Prémio Nobel da Paz, Rajendra Pachauri, está hoje em Portugal, para debater as alterações climáticas.

O líder do Movimento Protect Our Planet (POP) e presidente do World Sustainable Development Forum (WSDF) vai participar hoje na conferência “Alterações Climáticas: Preparar o Futuro”, que terá lugar hoje, a partir das 10 horas, na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, uma iniciativa promovida pelas Conferências do Estoril.

A conferência será dividida em dois painéis. O primeiro terá como mote “O papel dos governos locais e as estratégias a implementar no âmbito das alterações climáticas”, contando com oradores como Joana Pinto Balsemão, vereadora da Câmara Municipal de Cascais; Filipe Duarte Santos, professor universitário e especialista em alterações climáticas; e Nuno Lacasta, presidente da APA – Agência Portuguesa do Ambiente.

O segundo painel terá como “Sul da Europa: um ‘hobspot’ para as alterações climáticas” e contará coma presença do referido investigador indiano Rajendra Pachauri (Prémio Nobel da Paz em 2007), assim como do secretário de Estado do Ambiente, José Mendes, sendo um painel moderado pelo jornalista José Rodrigues dos Santos.

A abertura deste evento estará a cargo de Teresa Valente, director das Conferências do Estoril, e do vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, Miguel Pinto Luz.

Carlos Carreiras, presidente do município de Cascais, será o responsável pelo encerramento deste debate.

 

Ler mais
Recomendadas

Greta Thunberg e dezenas de milhares de jovens paralisam Hamburgo

A jovem sueca liderou a enorme manifestação que paralisou o centro da cidade durante horas, levando um cartaz onde se lia “Salvar o clima, salvar Hamburgo”.

Quercus alerta para riscos de confetis e glitter no ambiente no dia de Carnaval

Os confetis de plástico e os glitter são as principais preocupações para associação ambientalista na noite de Carnaval. Quercus apela para que se opte por opções biodegradáveis ou feitas de papel.

5,3 mil milhões de euros. Portugal a meio da tabela europeia na cobrança de impostos ambientais

No total dos 27 Estados-membros registou-se um encaixe total de 324,6 mil milhões de euros com impostos ambientais, mais 3% face a 2017 e um valor que representa 2,4% do PIB.
Comentários