Processo do BES distribuído ao juiz Ivo Rosa

O juiz Ivo Rosa irá conduzir a instrução do caso Banco Espírito Santo. O sorteio da instrução do processo decorreu esta quinta-feira, tendo ficado nas mãos do magistrado que também liderou a fase de instrução criminal da Operação Marquês.

O juiz Ivo Rosa irá conduzir a instrução do caso Banco Espírito Santo (BES), avançam esta quinta-feira a “TVI” e o jornal “Público”.  Segundo a notícia da estação de Queluz de Baixo e do matutino, o sorteio da instrução do processo decorreu esta tarde, tendo ficado nas mãos do magistrado que também liderou a fase de instrução criminal da Operação Marquês.

O antigo banqueiro Ricardo Salgado, do BES, responde neste julgamento por três crimes de abuso de confiança, devido a transferências de mais de 10 milhões de euros no âmbito da Operação Marquês, do qual este processo foi separado.

Na semana passada, o advogado de Ricardo Salgado criticou a decisão do coletivo de juízes de não suspender o julgamento do ex-banqueiro, depois de ter sido apresentado um atestado médico que certificava o diagnóstico de doença de Alzheimer do arguido.

Em declarações à entrada do Juízo Central Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça, Francisco Proença de Carvalho pediu “respeito” pela condição do antigo presidente do Grupo Espírito Santo, de 77 anos, e contestou a posição do tribunal, que entendeu que não havia uma limitação da capacidade de defesa do arguido.

“A doença de Alzheimer não é uma opção de um arguido, não é uma opção de uma pessoa. Não é o arguido que decide ter Alzheimer, não foi o doutor Ricardo Salgado que decidiu ter esta doença, não foi o doutor Ricardo Salgado que decidiu autolimitar o seu direito de defesa, a sua possibilidade de prestar declarações, é a doença de Alzheimer que, infelizmente, afeta milhares de pessoas em Portugal”, afirmou.

Com Lusa

Recomendadas

Tribunal confirma condenações decididas por BdP a Montepio e administradores, incluindo Tomás Correia

O Banco Montepio terá de pagar 500 mil euros após a coima única de um milhão de ter sido suspensa a metade pelo período de 15 meses. Já Tomás Correia, ex-presidente do banco da Mutualista Montepio, terá de pagar 187,5 mil euros segundo o acórdão do Tribunal da Relação, a que o JE teve acesso.

Juiz Ivo Rosa ganha exclusividade na instrução do processo BES

O CSM informou também que Ivo Rosa fica em exclusividade relativamente ao expediente do processo Operação Marquês, caso que tem como arguidos, entre outros, o ex-primeiro-ministro José Sócrates e o banqueiro Ricardo Salgado.

UE autoriza regulador alemão a processar Facebook por violações de privacidade

Em causa está a recolha de dados dos utilizadores alemães através de um jogo online, que o regulador alemão considera terem sido obtidos de forma “ilegal e inadequada”.
Comentários