Procura emprego? Ferrero está a contratar ‘degustadores’ de Nutella

Só tem de trabalhar dois dias por semana, na sede da empresa em Alba, na região de Piemonte, em Itália e não tem que se preocupar com o alojamento.

Já imaginou fazer da degustação de chocolate o seu emprego e ainda lhe oferecerem a estadia em Itália para tal? A marca italiana de chocolates Ferrero possibilita-lhe essa oportunidade. Para isso só precisa de duas coisas: saber trabalhar basicamente com um computador e não ter qualquer tipo de alergia a produtos como avelãs, cacau ou nozes.

A empresa especializada na produção de chocolates está a procurar 60 pessoas (numa fase inicial) para serem provadoras de Nutella, Kinder e Ferrero Rocher. Só tem de trabalhar dois dias por semana, na sede da empresa em Alba, na região de Piemonte, em Itália e não tem que se preocupar com o alojamento.

Os ‘juízes sensoriais’ assim designados pela empresa não precisam de ter qualquer tipo de formação na área. Os 60 escolhidos começam a 30 de setembro um curso de três meses, totalmente pago. A formação tem como objetivo melhorar o olfato e o paladar, bem como ensinar novas terminologias e técnicas específicas.

No final vão ser eliminados 40 provadores e serão constituídos os dois painéis finais, cada um com 10 elementos. O contrato oferecido é de longo prazo com duração de part time, sendo compatível com outros empregos.

O anúncio está em italiano, mas qualquer pessoa pode candidatar-se ao cargo. Deverá enviar o seu currículo para alba@openjob.it, com o código referência ALB01 no assunto da mensagem.

Recomendadas

Saiba como ler as novas faturas de combustível

As faturas de combustível detalhadas mencionam a pegada ecológica significativa do consumo realizado pelo consumidor, discriminando também a carga fiscal existente das obrigações legais.

Deco defende mudanças no acesso à tarifa social após fim da suspensão dos cortes

A associação de defesa do consumidor Deco emitiu hoje um alerta a lembrar que o regime que impede a suspensão dos serviços essenciais termina no final deste mês e a defender mudanças no acesso às tarifas sociais.

Direitos excecionais e temporários relativamente a serviços essenciais acabam a 30 de setembro

Para todas as faturas que estejam em atraso desde 13 de março, o consumidor poderá solicitar um plano de pagamentos em prestações mensais, sem juros, o qual pode iniciar-se apenas no mês de novembro.
Comentários