Professora do Técnico preside à Agência Nacional de Inovação

Joana Mendonça, professora Associada de Gestão da Inovação do Instituto Superior Técnico, foi nomeada esta terça-feira, 23 de março, presidente do Conselho de Administração da ANI, tornando-se a primeira mulher a presidir à instituição.

Joana Mendonça, doutorada em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior Técnico, onde é professora associada de Gestão da Inovação, é a nova presidente do Conselho de Administração da ANI – Agência Nacional de Inovação. No conselho terão também assento Eduardo Bacelar, do Centro de Computação Gráfica da Universidade do Minho e responsável durante os últimos anos pela colaboração entre a Universidade do Minho e a Bosch Car multimédia, e João Borga, diretor executivo da Startup Portugal.

A nomeação dos novos órgãos sociais da ANI para triénio de 2021-2023 decorreu esta terça-feira, 23 de março, durante a Assembleia Geral da Agência. Nuno Mangas, atual presidente do COMPETE, antigo presidente do Politécnico de Leiria e antigo Presidente do IAPMEI, será o novo presidente da Assembleia Geral da ANI. Paulo Ferrão, do IST e antigo presidente da FCT assumirá os cargos de vice-presidente e secretário. Os novos órgãos iniciarão funções até início de maio.

A ANI tem como objetivo estimular e promover a inovação tecnológica e empresarial em Portugal, contribuindo para a consolidação do Sistema Nacional de Inovação (SNI) e para o reforço da competitividade da economia nacional nos mercados globais.

A nova liderança tem como missão prosseguir as linhas orientadoras para uma estratégia de inovação tecnológica e empresarial para Portugal, 2018-2030, nomeadamente potenciando o estímulo do investimento privado em investigação e desenvolvimento (I&D), a promoção da colaboração entre entidades do sistema científico e tecnológico e o meio empresarial e o reforço da participação em redes e programas internacionais por parte das empresas e entidades do sistema científico e tecnológico nacional.

Recomendadas

Há 52.242 vagas para estudar no ensino superior em 2021/22. Áreas digitais crescem 3% face ao ano passado

A primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao ensino superior arranca dia 6 de agosto e traz mais 385 vagas nos ciclos de estudo com maior concentração de melhores alunos, com exceção de Medicina. A candidatura é online no site da Direção-Geral do Ensino Superior.

Instituições de ensino e formação procuram combinação virtuosa entre presencial e online

Na mesa redonda do JE sobre Os Desafios da Formação em Portugal, esta sexta-feira, Manuel Fontaine, diretor da Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica, e Jorge Conde, presidente do Politécnico de Coimbra, revelam como estão a preparar o próximo ano letivo. Jorge Lopes, diretor da Rumos Formação, diz ter a expectativa de que as empresas portuguesas voltem a investir em formação e a Rumos está preparada para responder.

Da sala de aula para o ensino a distância: três exemplos de adaptação em tempo recorde

Jorge Conde, presidente do Politécnico de Coimbra, Jorge Lopes, Diretor da Rumos Formação, e Manuel Fontaine, Diretor da Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica, contam como as suas instituições enfrentaram e venceram a pandemia da Covid-19. Foi esta sexta-feira, 30 de julho, na mesa redonda Os Desafios da Formação em Portugal, promovida pelo Jornal Económico.
Comentários