Professores: Sindicato Independente lança ação judicial contra Segurança Social

Segundo o sindicato, é completamente ignorado que o horário semanal dos docentes integra uma componente letiva e também uma componente não letiva.

O Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE), em representação dos seus associados, moveu uma ação judicial contra a Segurança Social, visando repor a legalidade nos descontos dos docentes contratados com horário incompleto. A ação foi apresentada esta quinta-feira no Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto.

Em comunicado, o sindicato admite avançar com novas ações ao longo do presente ano, devido ao crescente número de relatos dos seus associados em matéria de irregularidades.

As irregularidades resultam – segundo Júlia Azevedo, presidente do SIPE – da “ausência de uniformidade por parte dos agrupamentos de escolas em relação aos descontos comunicados para a Segurança Social dos professores contratados que detenham um horário incompleto”.

Esta responsável explica que é completamente ignorado que o horário semanal dos docentes integra uma componente letiva e também uma componente não letiva e exige que os órgãos competentes legislem de forma “explícita e inequívoca”, no sentido de serem considerados 30 dias de descontos para todos os docentes contratados.

A iniciativa é uma das medidas aprovados pelo SIPE no plenário de 1 de dezembro último, que visa o combate às ilegalidades cometidas no acesso às prestações sociais por parte dos docentes, como o subsídio de desemprego ou o subsídio de maternidade e paternidade, e pela justiça no acesso à reforma por estes docentes.

Recomendadas

Zero alerta para falhas perigosas na gestão de resíduos eletrónicos

A associação Zero saudou hoje o reforço das inspeções à gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos, alertando para ilegalidades no tratamento destes lixos que colocam em perigo a saúde e o ambiente.

Morreu Otávio Neto Varela, ex-embaixador de Portugal em Pequim

O diplomata Octávio Neto Valério, que participou nas negociações do acordo com a China para a transição de Macau, morreu na quinta-feira, aos 89 anos.

Interior rejuvenesce com alunos internacionais

Da lusofonia ao Extremo Oriente, passando pela América Latina e África, o mapa da internacionalização já cobre o mundo, como explica nesta entrevista Sobrinho Teixeira, secretário de Estado do Ensino Superior.
Comentários