Programa de aceleração de ‘startups’ de restauração anuncia hoje os dois projetos vencedores

É a primeira edição do novo programa de aceleração da responsabilidade da Startup Lisboa, que contou com a participação de 22 concorrentes, no segmento ‘tech’ e não ‘tech’.

Está a decorrer neste momento, em Lisboa, a demonstração pública (‘Demo Day’) do programa nacional de ‘startups’ de restauração ‘From Start-to-Table’, no espaço Marvila 105.

É a primeira edição do novo programa de aceleração da responsabilidade da Startup Lisboa, que contou com a participação de 22 concorrentes, no segmento ‘tech’ e não ‘tech’.

Daqui a poucos minutos serão conhecidos os dois projetos vencedores em cada um destes segmentos, recebendo cada um 10 mil euros de prémio.

O evento conta com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

“Nos últimos meses, os 22 projetos estiveram a estar os seus conceitos e a validar os seus modelos de negócio, no programa de aceleração ‘From Start-to-Table’. Este programa, desenvolvido com o apoio do Turismo de Portugal, tem como objetivo desafiar empreendedores no ecossistema da restauração, promovendo o desenvolvimento de conceitos de restauração inovadores e de tecnologias que melhorem a experiência do cliente e/ou as operações de restaurantes”, destaca uma nota da organização deste evento.

O objetivo do programa ‘From Start-to-Table’ é acelerar projetos que tragam inovação para esta área com novos conceitos de restauração e com tecnologias que melhoram a experiência das operações dos restaurantes ou dos clientes.

As candidaturas estiveram abertas até 30 de setembro, com uma participação totalmente gratuita a quem apresentasse ideias ou projetos, de todo o mundo, com menos de dois anos de existência, de teor tecnológico e não tecnológico.

Depois do período de candidaturas, haverá uma pré-seleção de projetos para se apresentarem, a júri nos dias 10 e 11 de outubro.

O júri vai escolher os dois vencedores com base em cinco critérios, classificando os projetos de 1 a 10 valores: projeto/empresa com modelo de negócio diferenciador; qualidade da equipa e capacidade da mesma em implementar o projeto; exequibilidade da ideia apresentada; inovação ao nível do processo, do produto ou do marketing associado relativamente a negócios já apresentados; e ter potencial de crescimento e/ou de escalabilidade.

Os dois vencedores terão ainda acesso a incubação direta na Startup Lisboa.

Os parceiros do programa – Delta, Sagres e Turismo de Portugal – vão apoiar ainda na abertura de canais para prototipagem e validação em contexto real de mercado.

Ler mais
Recomendadas

Sonae Capital compra seis centrais de cogeração em Espanha

A Sonae Capital adquiriu à Ignis Capital seis centrais de cogeração localizadas em Espanha, nas regiões da Catalunha, Aragon e Castilla y Leon. Pagou 75 milhões de euros.A operação tem um valor de 75 milhões de euros,

Fitch mantém rating da dívida sénior de longo prazo da CGD

A Fitch manteve o ‘rating’ da dívida sénior de longo prazo da Caixa Geral de Depósitos (CGD) e reduziu a perspetiva de estável para negativa devido ao impacto da pandemia covid-19, segundo comunicado do banco ao mercado.

Prio investe no fornecimento de energia elétrica 100% renovável

A empresa afirma que a decisão surge na sequência dos investimentos já realizados e a realizar até 2025. E vai expandir a sua rede de postos de abastecimento dos atuais 190 para os 300.
Comentários