Programa ‘Mais Ajuda’ vai dar mais 333 mil euros à inovação social e apoio a idosos

É a segunda edição do programa. As candidaturas já abriram e decorrem até 28 de fevereiro.

A segunda edição do programa de inovação social “Mais Ajuda” tem 333 mil euros para promover um envelhecimento digno e feliz em Portugal. As candidaturas já abriram, decorrem até 28 de fevereiro e podem concorrer projetos de apoio aos idosos, com respostas inovadoras aos desafios desta população.

“Numa sociedade cada vez mais envelhecida, urge encontrar novas respostas para esta faixa da população, enfrentando os seus desafios atuais, nomeadamente o isolamento, a solidão e o distanciamento físico (e da tecnologia), que foram agravados com a pandemia”, contextualizam os promotores: Lidl, rádios Renascença, RFM e Mega Hits e consultora Beta-i.

Com a ajuda de todos os portugueses que neste Natal escolheram comprar artigos Deluxe, uma marca exclusiva do Lidl, este programa tem 333 mil euros para apoiar projetos inovadores que contribuam para que os idosos se mantenham ativos, participantes e integrados na sociedade onde vivem.

A iniciativa visa desafiar o terceiro sector a desenvolver e aprofundar boas práticas, aproximando duas realidades distintas – IPSS (Instituições Particulares de Solidariedade Social (ou equiparadas) e startups (ou empresas de empreendedorismo social) que tenham em comum projetos/serviços de apoio a idosos. Serão beneficiados na sua avaliação, os projetos com capacidade de geração de emprego, igualmente importante nos dias que correm.

De todos os projetos candidatos, serão selecionados dez vencedores – cinco projetos de IPSS e cinco de startups, recebendo cada um deles o valor de 33.300 euros para implementação da sua proposta.

A equipa de júri responsável por esta seleção é composta por Filipe Almeida, presidente da iniciativa Portugal Inovação Social, Isabel Figueiredo, adjunta do presidente do Grupo Renascença Multimédia, Luís de Melo Jerónimo, diretor do Social Cohesion Programme da Fundação Calouste Gulbenkian, Pedro Rocha Vieira, CEO e cofundador da Beta-i e Vanessa Romeu, diretora de Comunicação Corporativa do Lidl Portugal.

Ler mais
Recomendadas

Portugal Ventures investiu 17,7 milhões de euros em ano de pandemia

Desde 2012, a Portugal Ventures já investiu 146 milhões de euros em 130 novas empresas.

GoParity triplica valor investido por privados em sustentabilidade

A startup que nasceu em 2017, deu o seu maior salto no ano da pandemia, duplicando o número de projetos disponíveis na plataforma para investimento, de 32 em 2019 para 66 em 2020. Dos 3,9 milhões de euros investidos, dois milhões foram em 2020, abrangendo cinco países.

Startup Tonic App lança campanha para agradecer aos profissionais de saúde

A comunidade médica já utilizou 96 mil vezes os recursos desta empresa relacionados com o combate à pandemia. Agora, a empresa liderada por Daniela Seixas deixou uma homenagem a estes profissionais, que estão na linha da frente.
Comentários