Programa “menos” ajuda desempregados a criar micronegócios

A ‘empresa social’ convida empreendedores desempregados, inscritos no IEFP, a juntar-se aos vários programas de aceleração que decorrem nos próximos meses, cada um com a duração de duas semanas. Mentores também são bem vindos.

“Menos é mais”, acredita o fundador do programa de impacto social “menos”, inspirando-se no poeta oitocentista britânico Robert Browning. A ‘empresa social’ está a preparar a rentrée e a convidar empreendedores desempregados, inscritos no Instituto de Formação Profissional e Emprego (IEFP), a juntar-se aos vários programas de aceleração que decorrem nos próximos meses, cada um com a duração de duas semanas, em sessões diárias de três horas.

O menos aplica metodologias utilizadas nas startups de alta tecnologia aos micronegócios – como o “Lean”, ou seja, testar a ideia de negócio antes da sua implantação e ter presente a ideia de que qualquer pessoa pode iniciar um negócio. A iniciativa tem o objetivo de usar o empreendedorismo para combater o desemprego, ligar empreendedores a mentores e oferecer tecnologia e eventos. Depois da aceleração, o menos organiza um trade show onde os inovadores têm a oportunidade de mostrar ao público em que consistirão os seus negócios e fazer um pitch.

Criado no âmbito do WACT- We Are Changing Together, por João Duarte, este programa já ajudou a estruturar 35 negócios – alguns dos quais ainda se mantêm ativos, como a Bloom [meditação corporate], o Descanso dos Donos [apoio domiciliário a animais de estimação] ou a Biblioteca com História [biblioteca para todos].

“Com as ferramentas que a internet oferece, podemos fazer quase tudo sem custo, e é cada vez mais fácil chegar a mais pessoas. A começar com 100 dólares não significa que não se invista grandes quantias no futuro, apenas demonstra que para começar não é preciso muito”, afirma o fundador.

João Duarte, que trabalhou e estudou na Dinamarca, na Holanda e na Índia, acrescenta ainda: “Passar de uma ideia de negócio para produto de mercado em menos de um mês por menos cem euros é o lema dos nossos programas de aceleração, sempre com a preocupação de testar a ideia antes de implementá-la”.

Recomendadas

Millennium Bank constituiu provisões de 112,4 milhões de euros para cobrir riscos jurídicos

Em resultado deste nível de provisões, relacionadas com uma carteira de crédito hipotecário concedida no passado em moeda estrangeira, “e apesar do sólido desempenho operacional”, o banco polaco controlado pelo BCP espera um resultado líquido negativo no primeiro trimestre de 2021.

Quem foi Bernie Madoff, autor da maior fraude de sempre

Bernie Madoff ficou famoso depois de ter sido preso em dezembro de 2008 por ter gerado um esquema de Ponzi – também conhecido como esquema de pirâmide – de 61 mil milhões de euros. O esquema consistia no pagamento de lucros anormalmente altos a investidores à custa de investidores que chegavam posteriormente, em vez de receita gerada por qualquer negócio real.

Portugal negoceia recuperação de rotas aéreas

Portugal está a negociar, com os “principais ‘players’ da indústria aeronáutica” a recuperação e manutenção das rotas aéreas, que foram afetadas pela pandemia, adiantou esta quarta-feira a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.
Comentários