Projeto WindFloat: maior turbina eólica flutuante do mundo vai abastecer rede elétrica nacional

Esta primeira plataforma permitirá abastecer a rede elétrica portuguesa com a energia produzida pela sua turbina eólica de 8,4 MW, a maior alguma vez instalada numa plataforma flutuante a nível mundial.

A primeira das três plataformas do projeto WindFloat Atlantic foi conectada com sucesso no dia 31 de dezembro, após a instalação do cabo que percorre os 20 quilómetros de distância entre o parque eólico e a estação instalada em Viana do Castelo. O parque irá atingir a capacidade de 25 MW com a instalação das outras duas unidades do projeto do consórcio Windplus. Esclarece a EDP que “esta primeira plataforma permitirá abastecer a rede elétrica portuguesa com a energia produzida pela sua turbina eólica de 8,4 MW, a maior alguma vez instalada numa plataforma flutuante a nível mundial”.

A estrutura é composta pela plataforma flutuante e pela maior turbina alguma vez instalada numa estrutura flutuante. Assim que estiver operacional, o parque contará com uma capacidade total instalada de 25 MW, o equivalente à energia consumida por 60 mil utilizadores durante um ano. O parque é composto por três turbinas eólicas assentes em plataformas flutuantes ancoradas ao fundo do mar apenas com correntes a 100 metros de profundidade e inclui ainda tecnologia de ponta que minimiza o impacto ambiental e facilita o acesso a recursos eólicos inexplorados em águas profundas.

As plataformas foram construídas num trabalho de cooperação entre Portugal e Espanha. Duas das plataformas foram fabricadas nos estaleiros de Setúbal e a terceira nos estaleiros de Avilés e Ferrol, em Espanha.

Relacionadas

Projeto WindFloat: segunda plataforma para parque eólico flutuante a caminho de Viana do Castelo

A segunda das três plataformas do projeto WindFloat Atlantic saiu do porto de Ferrol, em Espanha, no domingo rumo ao local onde será instalada, a 20 km da costa de Viana de Castelo.
Recomendadas

‘Caso EDP’: empresa confirma que já foi notificada pelo DCIAP para ser constituída arguida

Em comunicado, a energética portuguesa afirmou que “em linha com as notícias divulgadas na imprensa portuguesa no final do dia de ontem, a EDP foi hoje notificada pelo DCIAP de que deverá, nos próximos dias, designar um legal representante que compareça no DCIAP, a fim de ser constituída arguida”.

Nova companhia aérea de Neeleman deverá iniciar voos em 2021

A Breeze Airways, fundada por David Neeleman, cuja saída da TAP foi anunciada recentemente, deverá iniciar os voos em 2021, um lançamento que foi adiado pela pandemia de Covid-19, avançou hoje a Bloomberg.

Salários da CGD aumentaram em 2019 com início de pagamento de bónus

Os salários da administração da CGD cresceram para 3,6 milhões de euros no ano passado, um aumento de 22,5% justificado com o início de um programa de pagamento de remunerações variáveis, que já estava previsto, revelou o banco.
Comentários