Proprietária do Liverpool FC interessada em comprar mais clubes

O presidente do FSG, Tom Werner, e o fundador da RedBird, Gerry Cardinale, prometem usar o novo capital para comprar equipas de outras ligas, como a NBA (basquetebol) ou NHL (hóquei no gelo), bem como clubes de futebol europeus.

Diogo Jota

O Grupo Fenway (FSG), proprietário do Liverpool FC, e dos Boston Red Sox (beisebol), está interessado em adquirir mais clubes e já prepara os próximos investimentos. A declaração surge depois do grupo ter conseguido um aumento de capital de 750 milhões de dólares (643 milhões de euros).

O presidente do FSG, Tom Werner, e o fundador da RedBird, Gerry Cardinale, prometem usar o novo capital para comprar equipas de outras ligas, como a NBA (basquetebol) ou NHL (hóquei no gelo), bem como clubes de futebol europeus.

“O Fenway Sports Group comemora duas décadas e já temos muito conhecimento e experiência na criação e desenvolvimento de novos negócios ligados ao desporto, manutenção e meios de comunicação”, disse Werner ao “Financial Times”. “Considere que Gerry é um parceiro fundamental para o nosso interesse em identificar e adquirir mais ativos”, acrescentou, em declarações ao jornal britânico.

Em janeiro, a Fenway estava em negociações com a RedBall Acquisition para vender uma participação minoritária para a Special Purpose Acquisition Company (Spac) criada por Gerry Cardinale (da RedBird) e Billy Beane. O grupo de investimentos pretende adquirir uma participação de até 25% na FSG, procurando financiar a operação dos 575 milhões de dólares captados através da sua oferta pública inicial (IPO) mais outros 950 milhões que tentou levantar da empresa de capital privado da Cardinale (RedBird Capital Partners) e de investidores externos.

FSG comprou o Liverpool em 2010 por 300 milhões de libras (352 milhões de euros). Desde então, a equipa conquistou a Liga dos Campeões e a Premier League na última temporada, conquistando o seu primeiro título da liga inglesa em 30 anos.

Recomendadas

Câmara de Lisboa estuda solução para festejos do Sporting em segurança

“A mensagem que queria transmitir, neste momento, é que estamos a estudar, estamos a trabalhar, estamos a pensar nas melhores soluções para se acontecer a vitória do Sporting no campeonato, poder haver festejos em segurança na cidade de Lisboa”, disse o presidente da autarquia.

Quanto valeria o regresso de Cristiano Ronaldo à Liga portuguesa? Veja o “Jogo Económico”

Acompanhe o “Primeira Pessoa” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Miguel Farinha: “Pandemia? É preciso destacar a capacidade de resiliência dos clubes”

Em entrevista ao programa “Jogo Económico”, da plataforma multimédia JE TV, Miguel Farinha, partner e líder de Strategy and Transactions da EY, destacou a capacidade de resiliência dos clubes apesar de um terço da época ter sido afetada pela crise pandémica.
Comentários