PSI 20 acompanha a Europa e mantém tendência negativa do inicio da sessão

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX perde 0,59%, o britânico FTSE 100 recua 1,10%, o francês CAC 40 diminui 0,38% e o espanhol IBEX 35 desce 0,06%.

A meio da sessão, a bolsa portuguesa continua em terreno negativo, mantendo a tendência de abertura, e segue no mesmo sentido das congéneres europeias. O principal índice bolsista português (PSI 20) está a cair 0,89%, para 4.633,02 pontos.

Entre as principais praças europeias, o alemão DAX perde 0,59%, o britânico FTSE 100 recua 1,10%, o francês CAC 40 diminui 0,38% e o espanhol IBEX 35 desce 0,06%.

A EDP Renováveis é o principal destaque, a perder 4,03% para os 16,20 euros, a que se junta o BCP, um dos pesos pesados do PSI 20, que acompanha a tendência do sector bancário europeu e cai  2,08%. A EDP (-1,30%), a Navigator (-0,91%) e a Mota-Engil (-1,22%) também contribuem para a queda do PSI 20.

O velho continente não escapa à torrente negativa, depois das bolsas asiáticas terem fechado em queda. O aumento nas expectativas quanto à inflação e quanto aos custos de financiamento a longo prazo preocupa os investidores, numa altura em que os juros das obrigações soberanas norte-americanas continuam a subir e a alimentar receios de que as cotações estejam sobreavaliadas.

O preço do barril de petróleo apresenta diferentes tendências no dois lados do Atlântico. Em Nova Iorque, o WTI sobe 0,10% para os 61,34 dólares por barril, enquanto o Brent está a desvalorizar 0,03% para os 64,05 dólares em Londres.

No mercado cambial, o euro deprecia 0,17% face ao dólar norte-americano, para 1,2041 dólares.

Ler mais

Recomendadas

PSI 20 acompanha Europa em alta

A bolsa portuguesa negoceia em alta esta quarta-feira, em linha com as principais praças europeias. O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,39%, para  4.967,13 pontos. [Em atualização]

Lucro da Galp terá disparado 62% no primeiro trimestre com subida do preço do petróleo

A subida para 47 milhões de euros terá sido impulsionada pela unidade exploração e produção de petróleo e gás natural, que segundo o consenso das estimativas de 23 analistas divulgado pela empresa terá registado um aumento homólogo de 46,5% no EBITDA – resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização – para 419 milhões de euros.

Tesla e Johnson & Johnson a contrariam tendência numa Wall Street vermelha

No fecho da sessão, o S&P 500 desceu 0,72%, para 4.133,50 pontos, o tecnológico Nasdaq desvalorizou 0,92% para 13.786,27 pontos, e o industrial Dow Jones depreciou 0,75%, para 33.821,30 pontos.
Comentários