PSI 20 acompanha Europa em alta. Galp e grupo EDP puxam pela praça portuguesa

Entre as principais congéneres europeias, o alemão DAX sobe 0,13%, o britânico FTSE cresce 0,39%, o francês CAC 40 avança 0,47% e o espanhol IBEX soma 0,94%.

A bolsa portuguesa negoceia em alta esta quarta-feira, em linha com as principais praças europeias, depois de uma sessão de correções. O principal índice bolsista português (PSI 20) soma 0,26% para 4.960,04 pontos.

Entre as principais congéneres europeias, o alemão DAX sobe 0,13%, o britânico FTSE cresce 0,39%, o francês CAC 40 avança 0,47% e o espanhol IBEX soma 0,94%. Após um dia de correções, os investidores voltam a revelar otimismo apesar dos receios com o aumento do número de casos de Covid-19 no mundo.

Em Portugal, os títulos da Galp Energia e o grupo EDP impulsionam o PSI 20. Depois do tombo da última sessão, a petrolífera dispara 1,61%, para 9,456 euros, numa altura em que se sabe que a previsão média dos analistas apontam que o lucro da empresa terá crescido 62% no primeiro trimestre de 2021 com subida do preço do petróleo – os resultados da cotada até março são conhecidos a 26 de abril. A Galp negoceia em contraciclo com o mercado petrolífero: o Brent cai 0,33%, para 66,35 dólares; o WTI perde 0,40%, para 62,41 dólares.

Já a EDP Renováveis avança 0,77%, para 19,72 euros, e casa-mãe valoriza 0,48%, para4,957 euros. A Jerónimo Martins (0,35%) e o BCP (0,09%) contribuem também para os ganhos do PSI 20.

No mercado cambial, o euro desvaloriza pela segunda sessão consecutiva. O euro deprecia 0,15% face ao dólar, para 1,2015 dólares. Na relação com a libra, a divisa da zona euro deprecia 0,05%, para 0,8629 libras. Já a libra deprecia 0,10% face ao dólar, para 1,392 dólares.

Recomendadas

SIC avança com nova emissão de obrigações no valor de 30 milhões com juro mais baixo

A empresa do grupo Impresa diz que se trata de uma oferta pública de troca parcial e voluntária de um milhão de obrigações com um valor unitário de 30 euros. 

Wall Street não resiste à pressão das ‘big tech’ e encerra em queda

Entre as praças que negoceiam em Nova Iorque, o Nasdaq 100 regista a maior perda, desvalorizando 0,72% para 13,217.68 pontos enquanto que o Composite cai 0,56% para 13,303.64 pontos.

PSI 20 renova máximos em pandemia à boleia dos resultados do BCP

O PSI 20 estabeleceu novos máximos em tempo de pandemia, com o BCP e a EDP Renováveis a impulsionarem o índice lisboeta num dia em que, apesar dos ganhos generalizados na Europa, alguns dos principais índices fecharam no vermelho.
Comentários