PSI-20 acompanha Europa em alta com Semapa a valorizar mais de 6%

A Semapa encerrou a sessão a valorizar mais de 6% para 10,96 euros depois de ter anunciado um reforço na sua participação de controlo na Navigator, detendo agora 69,97% do capital da papeleira,

Os principais índices bolsistas europeus encerram a sessão desta quinta-feira em terreno positivo, com o mercado britânico a fugir aos ganhos. Por cá, o PSI-20 cresceu 0,57% para  5,015.30 pontos, numa altura em que a Semapa valorizou mais de 6% para 10,96 euros depois de ter anunciado um reforço na sua participação de controlo na Navigator, detendo agora 69,97% do capital da papeleira, após esta ter extinguido as cerca de 6,3 milhões de ações próprias que detinha, informou a CMVM.

Em linha com os ganhos, surgem a EDP e EDP Renováveis que subiram 1,57% e 2,53% para 4,52 euros e 21,08 euros, respectivamente. A Nos mantém a tendência verificada no arranque da sessão, encerrando as negociações de hoje com ganhos de mais de 2% para 3,05 euros depois da divulgação das contas trimestrais.

Em sentido contrário, destaque para a Galp Energia que termina a sessão desta quinta-feira a perder mais de 2,50% para 8,31 euros, em linha com a Ramada que cai mais de 2% para 5,80 euros.

A orientação do BCE de que a inflação não deverá exceder os 2% antes de 2023 ajudou a sustentar a ideia de que o Banco Central deverá manter as taxas de juro em mínimos históricos por algum tempo, tendo inclusivamente espaço para continuar com o apoio à economia. A notícia animou as praças europeias, com destaque para o Euro Stoxx 50 e o Stoxx 600 que valorizaram 0,80% para 4,059.05 pontos e 0,56% para 456.52 pontos, pela mesma ordem.

Ao contrário do Ftse 100, em Londres, que tomba 0,42% para 6,969.00 pontos, as congéneres europeias encerraram em alta. A vizinha Espanha ganhou mais de 0,64% para 8,621.80 pontos, enquanto que em França o Cac40 subiu 0,26% para 6,481.59 pontos. Em Frankfurt, a subida foi de 0,60% para 15,514.54 pontos.

Recomendadas

Dow Jones rompe barreira dos 35 mil pontos em dia de ganhos em Wall Street

Depois das quedas de segunda-feira, os mercados norte-americanos fecharam mais uma semana no verde, conseguindo o quarto dia seguido de ganhos e alcançando novos máximos históricos.

Carregosa defende que atual fase do ciclo económico “deverá continuar a suportar o mercado de dívida”

“Relativamente ao nosso posicionamento, e uma vez que deveremos continuar a ter estabilidade nos spreads de crédito, vemos boas oportunidades em obrigações de High Yield, convertíveis, híbridas, verdes e fallen angles. Contudo, preferimos maturidades até aos 5 anos”, diz a análise do Banco Carregosa.

Terceiro trimestre pode ver “correção de mercado entre 5% a 10%”, aponta Banco Carregosa

A análise trimestral do Banco Carregosa coloca os mercados em linha para um correção que é vista com “bons olhos”, dado o baixo impacto dos “excelentes” resultados recentes na performance dos ativos.
Comentários