PSI-20 segue tendência europeia e fecha com perdas

A praça lisboeta desvalorizou 1,03%, para 4.430,35 pontos, numa sessão marcada por 13 quedas, quatro subidas e uma inalterada. O setor da energia foi particularmente fustigado. À exceção da EDP Renováveis, a EDP perdeu 1,54%, a REN caiu 0,60% e a Galp Energia, pressionada pela queda do preço do petróleo, desvalorizou 2,48%.

O PSI-20, principal índice bolsista nacional, encerrou a sessão desta quinta-feira em terreno negativo, em linha com as principais europeias.

A praça lisboeta desvalorizou 1,03%, para 4.430,35 pontos, numa sessão marcada por 13 quedas, quatro subidas e uma inalterada (Pharol).

O setor da energia foi particularmente fustigado. A exceção da EDP Renováveis, que valorizou ligeiramente 0,30%, a EDP perdeu 1,54%, a REN caiu 0,60% e a Galp Energia, pressionada pela queda do preço do petróleo, desvalorizou 2,48%.

Destaque ainda para a queda de 3,10% da Mota Engil, que foi a cotada que mais desvalorizou face ao preço de fecho de véspera, e que acabou a sessão desta quinta-feira a valer 1,188 euros por ação, seguida da Sonae Capital, que perdeu 2,64%.

Também o Millennium bcp teve um desempenho negativo, ao perder 1,39%, com as ações a valerem  0,1062 euros.

Igualmente negativo foi o desempenho da pasta de papel, com a Semapa e a Navigator a recuarem, respectivamwnte, 1,25% e 0,37%.

No retalho, a Jerónimo Martins e a Sonae tiveram desempenhos inversos. A dona do Pingo Doce subiu ligeiramente 0,33%, enquanto a dona do Continente perdeu 2,01%.

Na Europa, as principais praças europeias encerram todas com perdas. O índice pan-europeu Soxx 600 perdeu 0,77%, num dia em que as perdas foram lideradas pela bolsa italiana, como FTSE Mib a cair 1,98%. Seguiu-se a praça britânica, com o FTSE 100 a ceder 1,73%, enquanto em França, o CAC 40, desvalorizou 1,21%. Em Espanha, o Ibex 35 perdeu 1,22% e o Dax alemão manteve-se praticamente inalterada, com uma desvalorização ligeira de 0,04%.

Nas matérias-primas, o preço do petróleo continua em queda. Nos Estados Unidos, o West Texas Intermediate perde 2,52%, para 39,87 dólares e, em Londres, o barril de Brent cede 1,78%, para 42,52 dólares.

Ler mais

Relacionadas

Bolsas europeias seguem mistas. Navigator sobe num PSI-20 em queda

Os títulos da empresa da pasta e do papel estão a valorizar 1,21%, para 2,18 euros, depois da decisão favorável do Tribunal de Comércio Internacional dos Estados Unidos. O índice PSI-20 cai 0,30%, para 4.462,90 pontos.

Bolsa portuguesa acompanha Europa em alta. Navigator soma quase 4%

Entre as empresas cotadas do PSI 20, nove negoceiam em alta, sete em queda e duas negoceiam inalteradas. A empresa de pasta e pastel destaca-se por ter anunciado que terá direito a uma redução das taxas aduaneiras nos Estados Unidos, para 1,63%, sobre a exportação de alguns produtos.
Recomendadas

PremiumRisco de continuidade do negócio é o mais relevante para as empresas

Um estudo da MDS revela que a possibilidade de recuperação em ‘V’ é, do lado das empresas, uma miragem: um a três anos é o tempo mínimo esperado de regresso à atividade pré-pandemia.

Wall Street fecha semana com ganhos ligeiros. Nasdaq reflete dados da criação de emprego

O Nasdaq Composite registou a única queda da sessão: 0,87% para 11,010.98 pontos. Foi a maior vítima da sessão de uma conjugação de fatores: a criação de empregos nos EUA e a negociação do pacote de estímulos fiscais.

Aumento de capital da EDP não anima investidores. PSI-20 encerra no ‘vermelho’

O PSI-20 fecha a sessão de hoje a desvalorizar 0,25% para 4.362,62 pontos à boleia da EDP que desvaloriza 0,73% depois de ter completado o aumento de capital que vai financiar a compra da espanhola Viesgo.
Comentários