PSI20 fecha semana no ‘verde’ com BCP a ajudar

Por setores, note-se que a banca foi dos mais animados com os espanhóis Sabadell e CaixaBank na linha da frente. BCP aproveitou o ambiente do setor e deu impulso ao PSI20, com uma subida acima dos 4%.

Millennium Bcp

O PSI20 fechou a última sessão da semana no ‘verde’ com uma valorização de 0,64% para 5,049 pontos, numa sessão que foi ao encontro do otimismo que se viveu nas bolsas europeias.

A intervenção dos bancos centrais no sentido de atenuarem os sinais de arrefecimento global está a dar otimismo aos investidores. “Depois do BCE, a próxima semana será também ela marcada por decisões de política monetária com a Fed à cabeça”, escreve Ramiro Loureiro, analista de mercados.

O alívio das tensões comerciais também ajudaram a suportar o sentimento que levou as bolsas a fechar a sessão com ganhos. “Após os EUA terem adiado a imposição de tarifas extra esta semana, e da China se ter comprometido a comprar bens norte-americanos, chegou-nos a nota de que a Administração Trump pondera oferecer uma espécie de um acordo intermédio”, explica Ramiro Loureiro.

Por setores, note-se que a banca foi dos mais animados com os espanhóis Sabadell e CaixaBank na linha da frente. BCP aproveitou o ambiente do setor e deu impulso ao PSI20, com uma subida acima dos 4%.

A Galp também contribuiu para o bom desempenho do PSI20, em linha com os congéneres europeus e apesar do preço do petróleo ter caído nos mercados internacionais.

Os ganhos foram limitados pelas perdas protagonizadas pelo grupo EDP que perdeu terreno, num dia em que as yields soberanas subiram (a yield das OT a 10 anos subiu para níveis em torno dos 0.299%).

A Mota-Engil voltou a ganhar terreno, estendendo assim os ganhos que vem acumulando desde o início do mês. Tecnicamente, a ação depara-se com uma resistência de médio prazo na zona dos 2.15.

 

Ler mais
Recomendadas

Bolsa nacional acompanha Europa, dominada pelo tema Brexit

Em Lisboa, há quinze empresas cotadas a negociar em alta, uma em baixa e duas sem variação.

Brexit, uma história interminável

O mercado está agora numa fase de algum risco acrescido, que a época de resultados não tem conseguido amenizar, até porque as empresas não fazem milagres e o ambiente económico é hoje bem mais desafiante do que há um ano

Topo da agenda: tudo o que não pode perder na economia e nos mercados esta semana

A reunião do BCE esta quinta-feira será a última do mandato de Mario Draghi, numa semana na qual a incerteza sobre o Brexit irá continuar. A época de resultados chega ao PSI 20, com a Galp e a Jerónimo Martins a divulgarem números do terceiro trimestre.
Comentários