Qual o truque por trás da fortuna de 87,4 mil milhões de euros de Bill Gates?

Apesar de ter descido uma posição na lista dos multimilionários, a fortuna de Gates aumenta a cada minuto e o co-fundador da Microsoft permanece em modo de criação de riqueza.

Kamil Zlhnioglu/Reuters

Bill Gates foi em tempos o homem mais rico do mundo, tendo sido ultrapassado por Jeff Bezos este ano. O co-fundador da Microsoft está agora na segunda posição da lista da Forbes, com uma fortuna avaliada em 96,5 mil milhões de dólares (87,4 mil milhões de euros).

Apesar de ter descido uma posição na lista dos multimilionários, a fortuna de Gates aumenta a cada minuto e o co-fundador da Microsoft permanece em modo de criação de riqueza.

Por ser magnata, empresário e investidor, espera-se que Bill Gates saiba os investimentos de risco e os obrigatórios para ganhar dinheiro. Em entrevista à ‘Bloomberg’, o segundo homem mais rico do mundo admite que “a estratégia utilizada nos investimentos é esta ser superior a 60% das ações”.

Este parece ser o truque que ajudou Gates a adicionar 17 mil milhões de dólares (15,4 mil milhões de euros) ao seu património durante este ano. Ainda que se situe atrás do fundador da Amazon, Bill Gates conta com um património de 105,4 mil milhões de dólares (95,5 mil milhões de euros), mesmo com as doações da Fundação Bill & Melinda Gates que superaram os 35 mil milhões de dólares (31,7 mil milhões de euros).

Segundo dados recolhidos pela Bloomberg, a fortuna de Gates somava 60 mil milhões de dólares (54,4 mil milhões de euros) em ativos patrimoniais até esta passada segunda-feira, 16 de setembro.

A desigualdade política tornou-se uma questão política difícil de gerir nos EUA, com 0,1% dos multimilionários a controlar uma maior valor de riqueza desde a queda da bolsa de Nova Iorque, em 1929.

Bill Gates é um dos poucos multimilionários que apoia impostos para os mais ricos dos EUA e apelou a uma maior transferência. “Sou apologista de uma maior transparência financeira”, garantiu.

Ler mais
Recomendadas
Steve King com Donald Trump

Republicanos livram-se do rosto da supremacia branca em Washington

Congressista Steve King foi derrotado nas primárias republicanas no círculo do estado do Iowa que representa desde 2002. Perda de influência na Câmara dos Representantes após afirmações polémicas dita afastamento do político que ainda se tentou agarrar a um elogio de Donald Trump.

Iémen: o lado esquecido do mundo

ONU pedia 2,4 mil milhões de dólares à conferência de doadores, mas os países envolvidos não conseguiram ir além dos 1,35 mil milhões. A guerra civil e a Covid-19 deixaram 28 milhões de pessoas desesperadas. Entretanto Riade e Teerão prometem não deixar a guerra.

Rede social Snapchat vai deixar de promover mensagens de Donald Trump

A empresa da rede social Snapchat, popular entre os jovens, acusou o Presidente dos EUA de incitar à “violência racial”, anunciando que deixará de promover as mensagens da conta de Donald Trump.
Comentários