Quase 15 mil toneladas. Estes são os líderes do G20 com maior pegada de carbono

Trump pode ser o líder que menos acredita no aquecimento global, mas não é aquele que tem a maior pegada de carbono. Conheça as 16 figuras políticas com a maior pegada carbónica.

Um dos tópicos mais importantes durante a cimeira G20, que decorreu na semana passada, em Osaka, no Japão, esteve centrado no debate sobre as alterações climáticas.

Mas quando se trata do impacto ambiental provocado por cada líder político, Trump – apesar de ser quem mais se abstém sobre a questão – não é o líder do G20 com a maior pegada de carbono.

De acordo com as análises recolhidas com base nos voos internacionais realizados pelos líderes do grupo em 2018, a Bloomberg concluiu que o líder do Japão é quem ocupa o lugar cimeiro no ranking com uma pegada de carbono de 14.442,1 toneladas. Donald Trump aparece em segundo e a fechar o pódio vem Moon Jae-in, primeiro ministro da Coreia do Sul.

A análise também tem em conta o modelo de avião usado pelos vários líderes, referindo que o Boeing 747-200B de Trump é o que emite mais dióxido de carbono de qualquer outro avião.

Recomendadas

Acabou-se o plástico. Embalagens da Tetra Pak passam a ter palhinhas de papel

Com esta nova medida a gigante do setor alimentar torna-se pioneira na Europa. A empresa também anunciou que está a avaliar os avanços técnicos para explorar opções biodegradáveis

EDP diz que não pode encerrar central termoelétrica de Sines antes de 2030

O responsável pela Direção de Sustentabilidade do grupo EDP, António Martins Costa, garantiu hoje que a central termoelétrica de Sines será encerrada até 2030 mas recusou uma antecipação, porque é preciso “alguma cautela”.

Alterações climáticas: Desaparecimento dos sapais estuarinos são uma preocupação para os cientistas

Os sapais contribuem para a retenção de carbono, a qualidade da água e reciclagem de nutrientes, e são fundamentais para a reprodução de peixes.
Comentários