Quase 15 mil toneladas. Estes são os líderes do G20 com maior pegada de carbono

Trump pode ser o líder que menos acredita no aquecimento global, mas não é aquele que tem a maior pegada de carbono. Conheça as 16 figuras políticas com a maior pegada carbónica.

Um dos tópicos mais importantes durante a cimeira G20, que decorreu na semana passada, em Osaka, no Japão, esteve centrado no debate sobre as alterações climáticas.

Mas quando se trata do impacto ambiental provocado por cada líder político, Trump – apesar de ser quem mais se abstém sobre a questão – não é o líder do G20 com a maior pegada de carbono.

De acordo com as análises recolhidas com base nos voos internacionais realizados pelos líderes do grupo em 2018, a Bloomberg concluiu que o líder do Japão é quem ocupa o lugar cimeiro no ranking com uma pegada de carbono de 14.442,1 toneladas. Donald Trump aparece em segundo e a fechar o pódio vem Moon Jae-in, primeiro ministro da Coreia do Sul.

A análise também tem em conta o modelo de avião usado pelos vários líderes, referindo que o Boeing 747-200B de Trump é o que emite mais dióxido de carbono de qualquer outro avião.

Recomendadas

Zero alerta para falhas perigosas na gestão de resíduos eletrónicos

A associação Zero saudou hoje o reforço das inspeções à gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos, alertando para ilegalidades no tratamento destes lixos que colocam em perigo a saúde e o ambiente.

À procura de petróleo. Trump abre área protegida no Ártico para perfurar

A Liga para a proteção da vida selvagem no Alasca garantiu que a notícia não é surpresa para ninguém mas que “a administração escolheu a alternativa mais agressiva de leasing, sem fingir que é para proteção ou restrição”.

Quanto vai custar a falta de adaptação às alterações climáticas?

Os chefes de estado e setores privados devem preparar-se para investir 1,8 biliões de dólares até 2030 para se adaptarem aos efeitos do aquecimento global. Um novo relatório da Comissão Global de Adaptação concluiu que a recompensa pode ser quatro vezes maior.
Comentários