Queixas contra o SEF duplicaram no último ano

O Portal da Queixa registou mais de 600 denúncias contra o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras na plataforma.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) continua a acumular reclamações no Portal da Queixa. Só no último ano, entre 20 de agosto de 2018 e 20 de agosto de 2019, o número de denúncias mais do que duplicou, de 308 para 676.

Segundo os dados divulgados esta terça-feira pela rede social de consumidores, o acréscimo de queixas em Portugal mantém-se, mesmo depois de a entidade ter garantido que iria implementar medidas para melhoria no atendimento.

No último balanço realizado em abril verificou-se que, entre dia 17 de abril e 20 de agosto deste ano, houve 349 reclamações, o que representa uma subida de 132% comparativamente a igual período do ano passado, quando tinham sido apresentadas 150 queixas.

“A análise permitiu ainda concluir que, nos últimos 12 meses, as queixas duplicaram, comparativamente com o período homólogo. Verificou-se ainda que o mês de julho de 2019 registou um número recorde de reclamações (94), corroborando que a tendência deste aumento não parece abrandar”, refere o comunicado do Portal da Queixa divulgado esta tarde.

Imigrantes em risco de ilegalidade por falta de vagas nos balcões do SEF

Ler mais
Recomendadas

Reutilização de recursos em queda. Economia mundial é apenas 8,6% circular

A quantidade total de recursos que entra na economia global aumentou 8,4% em apenas dois anos. De acordo com o novo relatório da organização Circle Economy, que será apresentado em Davos, o consumo mundial de novos recursos traduz-se em 100 mil milhões de toneladas, um novo máximo histórico.

Passe semanal, deixar Coimbra e a independência financeira. Como a Lime mudou em 12 meses

Apostar no cliente é um dos focos da empresa para 2020, sendo o LimePass o primeiro passo, uma vez que este método faz com que o utilizador poupe metade do que está a gastar atualmente, de acordo com a Lime.

Isabel dos Santos: “Em nenhuma parte destes documentos foi demonstrado qualquer comportamento ilegal da minha parte”

Isabel dos Santos enviou um comunicado às redações acusando o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) de não ter provas contra ela e voltou a afirmar que esta campanha “é puramente política”.
Comentários