Quem são os novos ministros que hoje tomam posse?

Com as mudanças agora operadas, o número de ministros desce de 17 para 16, já que Pedro Siza Vieira passa a ser ministro Adjunto e da Economia.

O primeiro-ministro António Costa aproveitou a demissão de Azeredo Lopes para nomear um novo ministro da Defesa e também para remodelar as pastas da Saúde, Economia e Cultura.

Segundo o site da Presidência da República, “as posses terão lugar amanhã, segunda-feira, 15 de outubro, pelas 12h00, no Palácio de Belém”.

Os novos secretários de Estado, que serão entretanto nomeados, serão empossados na “quarta-feira, 17 de outubro, pelas 11h00, no Palácio de Belém”.

Pedro Siza Vieira (Ministro Adjunto e Economia)
Siza Vieira foi colega de António Costa, e também de Diogo Lacerda Machado e Eduardo Cabrita, na Faculdade de Direito. É descrito como um dos conselheiros de António Costa. Na sua atividade académica, foi monitor na Faculdade de Direito de Lisboa e Assistente na Universidade Autónoma de Lisboa e ainda, Professor Convidado da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa e da Universidade Nova de Lisboa. Como advogado, foi sócio da Morais Leitão, J. Galvão Teles e Associados, sociedade de advogados e, de 2002 a outubro de 2017, sócio da Linklaters LLP, sendo ‘managing partner’ do escritório de Lisboa desta sociedade, entre 2006 e 2016.

João Gomes Cravinho (Defesa)
Doutorado em Ciência Política pela Universidade de Oxford, e com mestrado e licenciatura pela London School of Economics, João Gomes Cravinho é atualmente embaixador da União Europeia no Brasil, desde agosto de 2015, tendo desempenhado o mesmo cargo na Índia entre 2011 e 2015. Entre março de 2005 e junho de 2011, João Gomes Cravinho foi secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação e também da Defesa, nos XVII e XVIII governos constitucionais liderados por José Sócrates.

Marta Temido de Almeida Simões (Saúde)
Doutorada em Saúde Internacional pelo Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa, detendo um mestrado em Gestão e Economia da Saúde, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, e Licenciatura em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Especializada em Administração Hospitalar pela Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa, exercia os cargos de subdiretora do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e de presidente não executiva do conselho de administração do Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa .

Graça Fonseca (Cultura)
Foi Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, entre 1996 e 2000, vereadora na Câmara Municipal de Lisboa com os pelouros da Economia, Inovação, Educação e Reforma Administrativa, entre 2009 e 2015. Exerceu funções como chefe de gabinete do Ministro de Estado e da Administração Interna, António Costa, entre 2005 e 2007, no primeiro Governo liderado por José Sócrates.

Ler mais
Relacionadas

António Costa justifica mudanças no governo: Reforçam política económica e transição energética

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje que as mudanças agora introduzidas no seu Governo pretendem assegurar uma “dinâmica renovada”, com “reforço da política económica” e prioridade concedida à “transição energética na mitigação das alterações climáticas”.

Assunção Cristas sobre remodelação: “mudanças sem rasgo” a reboque do caso de Tancos

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, desvalorizou hoje a remodelação governamental, afirmando que foi feita “por arrasto” do caso do furto de Tancos e que Governo e primeiro-ministro estão fragilizados.

“Verdes” criticam oportunidade da remodelação em vésperas de OE2019

O Partido Ecologista “Os Verdes” lamentou hoje que a remodelação governamental anunciada ocorra em “vésperas da entrega e discussão” do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) e pediu “mudanças de políticas”.

PAN elogia ‘timing’ da remodelação governamental

O deputado único do PAN, André Silva, louvou hoje o tempo oportuno da remodelação governamental levada a cabo pelo primeiro-ministro, António Costa, para não desviar a atenção do debate sobre o Orçamento do Estado para 2019 (OE2019).

Governo é mais pequeno e ganha duas mulheres. Posse é segunda-feira. Conheça as reações à 3.ª remodelação de António Costa

O Presidente da República dá posse aos novos ministros esta segunda-feira, 15 de outubro, pelas 12h00: Pedro Siza Vieira é ministro Adjunto e da Economia, João Gomes Cravinho, da Defesa, Marta Temido, da Saúde e Graça Fonseca da Cultura. Matos Fernandes passa a ministro do Ambiente e da Transição Energética.

De três para cinco. Número de mulheres aumenta no governo

Graça Fonseca é a nova ministra da Cultura e Marta Temido a da Saúde. Juntam-se a Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência, Francisca Van Dunem, da Justiça, e Ana Paula Vitorino do Mar.
Recomendadas

PS exige demissão de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro

Diversas federações do PS exigiram a “demissão imediata” de Pedro Machado, candidato do PSD à Figueira da Foz, da presidência da Turismo Centro de Portugal (TCP) e a convocação de eleições para aquela entidade.

Marcelo com mais de 60% de mulheres na sua equipa no segundo mandato

O Presidente da República vai ter mais de 60% de mulheres nas suas casas Civil e Militar no segundo mandato, que serão a maioria dos licenciados.
Francisco Camacho

Francisco Camacho eleito presidente da Juventude Popular

Antigo presidente da concelhia de Lisboa da organização juvenil do CDS-PP sucede a Francisco Rodrigues dos Santos, cujo mandato foi terminado de forma interina por Francisco Maia.
Comentários