Quer ser reembolsado pelos pagamentos que faz com o telemóvel? Há uma fintech que dá 10%

A aplicação financeira Lydia está a oferecer ‘cashback’ em todas as compras durante o mês de junho para impulsionar os pagamentos digitais em Portugal.

A fintech Lydia lançou uma campanha em que oferece 10% de cashback em todos os pagamentos contactless (sem contacto) feitos pelo telemóvel, através do cartão da marca francesa, durante este mês de junho. O reembolso tem um valor máximo de três euros por transação e um acumulado de 30 euros mensais.

“A promoção é válida para todos os utilizadores Lydia com número de telemóvel português, cujo cartão esteja devidamente ativo, e os 10% de cashback são devolvidos no dia seguinte para a conta Lydia utilizada na transação”, detalha a Lydia.

O objetivo da empresa é impulsionar os pagamentos digitais em Portugal. “Com o aumento da literacia digital e da segurança nas transações comerciais contactless, os pagamentos mobile são uma tendência crescente. Para Lydia, enquanto marca que promove a comodidade e facilita a gestão financeira, torna-se inequívoco o valor acrescentado que este hábito pode trazer aos nossos utilizadores”, afirma a diretora de marketing da Lydia em Portugal.

“Entre as várias vantagens deste hábito de consumo estão a segurança, uma vez que para o pagamento ser efetuado é sempre preciso desbloquear o telefone (seja face ID, touch ou PIN), a conveniência, visto que basta termos connosco o telefone, do qual raramente nos esquecemos em casa, sem precisarmos de carteira, e ainda o facto de a experiência de pagamento ser muito prática, dado que basta desbloquear o telefone e encostá-lo ao terminal de pagamento, sem termos de abrir nenhuma app”, refere Inês Pereira da Costa.

O utilizador só precisa de criar um cartão contactless e adicioná-lo ao Apple Pay ou Google Pay. Após carregar a conta, pode então fazer pagamentos mobile e receber os 10% de volta da campanha.

Recomendadas

Restauração: Preços afixados com clareza é meio caminho para o bom entendimento entre consumidor e estabelecimento de restauração

A lista do dia e os preços praticados, com taxas e impostos incluídos, devem estar, clara e obrigatoriamente, afixados à entrada do estabelecimento, em local bem visível do exterior.

A herança tem dívidas? Descubra que custos terá de suportar

Fique a par de todos os custos que poderão surgir com uma herança (especialmente se a mesma contiver uma dívida) e algumas dicas para evitá-los.

Serviços Públicos Essenciais: fornecimentos não podem ser cortados até ao final deste ano. O que deve saber

Os avisos de corte que tenham sido enviados ficam sem efeito, não podendo as empresas proceder ao corte de fornecimento, até 31 de dezembro de 2021.
Comentários