Quer trabalhar cinco horas por dia? Então fique longe do telemóvel, diz empresa alemã

Uma empresa na Alemanha está a deixar os funcionários trabalhar apenar cinco horas por dia, desde que eles não se importem de deixar os telemóveis longe da secretária.

O repórter Eric Morath, do Wall Street Journal, noticiou recentemente o caso da Rheingans Digital Enabler, uma empresa de consultoria com sede em Bielefeld, na Alemanha, que opera apenas cinco horas por dia. Lasse Rheingans, diretor da empresa, disse à publicação que implementou um dia de trabalho mais curto para permitir aos funcionários ter mais tempo com os seus filhos.

Mas para garantir que sua empresa possa ter a mesma eficiência num período de tempo menor, Rheingans pediu aos colaboradores para deixarem os telemóveis longe da secretária. Além disso, os trabalhadores só verificam os e-mails da empresa duas vezes por dia e as reuniões geralmente de 15 minutos ou até mais curtas.

Um estudo de 2017 da Universidade do Texas-Austin descobriu que se colocarem um iPhone numa sala de trabalho  (mesmo que desligado), a produtividade de quem estiver presente diminui. O mesmo estudo acrescenta ainda que a criação de mais oportunidades para o equilíbrio entre a vida profissional e a vida privada também pode ajudar a resolver a questão do ‘burnout’ dos funcionários.

Recomendadas

Millennium Bank constituiu provisões de 112,4 milhões de euros para cobrir riscos jurídicos

Em resultado deste nível de provisões, relacionadas com uma carteira de crédito hipotecário concedida no passado em moeda estrangeira, “e apesar do sólido desempenho operacional”, o banco polaco controlado pelo BCP espera um resultado líquido negativo no primeiro trimestre de 2021.

Quem foi Bernie Madoff, autor da maior fraude de sempre

Bernie Madoff ficou famoso depois de ter sido preso em dezembro de 2008 por ter gerado um esquema de Ponzi – também conhecido como esquema de pirâmide – de 61 mil milhões de euros. O esquema consistia no pagamento de lucros anormalmente altos a investidores à custa de investidores que chegavam posteriormente, em vez de receita gerada por qualquer negócio real.

Portugal negoceia recuperação de rotas aéreas

Portugal está a negociar, com os “principais ‘players’ da indústria aeronáutica” a recuperação e manutenção das rotas aéreas, que foram afetadas pela pandemia, adiantou esta quarta-feira a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.
Comentários