Reabilitação urbana registou nova queda em junho, de 11,3%

Quanto ao tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção, em junho, apurou-se um aumento para 8,7 meses, recuperando da quebra abruta registada em março.

Em junho atendendo à informação obtida no inquérito mensal à reabilitação urbana realizado pela AICCOPN – Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas aos empresários do setor que atuam neste segmento de mercado, “observa-se uma nova redução dos principais indicadores qualitativos”.

“O nível de atividade das empresas contraiu-se 11,3% em termos homólogos e 1,2% face ao mês anterior, variação que traduz o sentimento dos empresários e as dificuldades imediatas que a pandemia coloca sobre a cadeia produtiva do setor”, adianta um comunicado da AICCOPN.

O mesmo documento acrescenta que, “quanto ao índice ‘carteira de encomendas’, apurou-se igualmente uma redução do indicador que mede a opinião dos empresários quanto ao volume de obras em carteira, registando-se uma variação de -5,3% em termos homólogos e de -3,3% face ao mês anterior”.

“No que concerne à produção contratada, ou seja o tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção, em junho, apurou-se um aumento para 8,7 meses, recuperando da quebra abruta registada em março”, conclui o referido comunicado

Recomendadas

Construção e Imobiliário: impactos da pandemia e perspetivas futuras

As ações de mitigação a tomar nos próximos anos são sobretudo de caráter político-económico, começando com investimento público como meio para estimular a economia e, subsequentemente, incentivar o desenvolvimento do setor privado.

Mota-Engil assina contrato de 1.490 milhões na Nigéria e Níger

O contrato, considerado o maior de sempre na história da construtora nacional, respeita à construção de uma linha férrea com cerca de 374 quilómetros de extensão que atravessa os dois países africanos e que terá um prazo de execução de 32 meses.

AG da Mota-Engil aprova aumento de capital de 100 milhões

O conselho de administração reunirá no próximo dia 11 de janeiro para colocar o processo em andamento. Na Assembleia Geral estiveram presentes representantes de quase 70% do capital.
Comentários