Recém-casado? Saiba como organizar a vida financeira a dois

A Deco dá várias dicas aos novos casais sobre a gestão financeira da sua nova vida a dois.

Vai começar uma vida a dois? Já planeou como vai ser em termos de “quem pagará o quê” em casa ou o que fazer com as eventuais poupanças ou com o rendimento? Já se questionou sobre a possibilidade de ter uma conta conjunta ou preferirá contas separadas? E se quiserem comprar casa a crédito?

Uma nova e exigente etapa financeira estará certamente para chegar. O casal terá um importante desafio pela frente: Como lidar com o dinheiro em conjunto?

Dicas que os poderão ajudar na hora de tomar decisões e planear em conjunto:

  • Conversar abertamente e de forma transparente sobre a repartição das despesas e encargos;
  • Definir se pretendem manter contas separadas e ter uma conta conjunta para os gastos da casa ou se optam por uma única conta, ajudará a evitar problemas no futuro;
  • Estabelecer o hábito de registar todas as despesas e rendimentos e elaborar um orçamento familiar;
  • Planear metas e objetivos para concretizar os “sonhos a dois” e a forma e prazo para os alcançar (Ex. comprar carro ou casa ou as próximas férias), no curto e médio/longo prazo e quantifique o esforço financeiro mensal para os atingir;
  • Adequar os gastos à capacidade financeira. O ideal seria mesmo viver um nível abaixo das capacidades para conseguir atingir mais facilmente os objetivos. Por exemplo se ganham mil euros tentem viver com 900 euros e coloquem 100 euros numa poupança.
  • No economizar estará também o ganho: Façam programas em casa, procurem eventos gratuitos e comprem eletrodomésticos energeticamente eficientes, por exemplo;
  • Criar um Fundo de Emergência, porque os imprevistos acontecem mesmo!

No que concerne à casa, a decisão também deve ser ponderada.

Comprar ou arrendar casa dependerá uma vez mais dos objetivos do casal. A compra de casa a crédito será talvez a decisão mais importante da vida a dois e deve ser devidamente ponderada. A estabilidade profissional, possibilidade de mobilidade futura, a capacidade financeira inicial para entrada na compra do imóvel e a taxa de esforço, entre outros aspetos devem ser devidamente analisados.

Para que a vida financeira do casal seja tranquila e segura, planear é preciso.

Informe-se connosco.

Conte com o apoio da DECO. Retomámos o atendimento presencial. Pode agendar a sua consulta através dos contactos: 213 710 200 ou email: deco@deco.pt. Visite o nosso site DECO.PT e siga-nos nas páginas de Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin.

Recomendadas

Como escolher oportunidades de investimento imobiliário? Veja o “Economize”, programa de finanças pessoais

Acompanhe o programa “Economize” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Quer investir o reembolso do IRS? 10 dicas para o fazer em segurança

Segundo a corretora ActivTrades, no investimento a longo-prazo, retorno nem sempre é tão rápido como esperado, por isso, é importante conhecer os diferentes tipos de investimento para determinar se correspondem às necessidades e expectativas de cada um.

Cartão ou dinheiro? Conheça as vantagens de pagar em numerário

É essencial garantir que numa economia cada vez mais digital, os consumidores dependentes de dinheiro físico não sejam excluídos e que o direito de escolha sobre o meio de pagamento a utilizar seja uma decisão individual, baseada em informação clara e adequado à sua realidade.
Comentários