Rede europeia e indiana de incubadoras conta com participação de Portugal

O Instituto Pedro Nunes foi convidado por Bruxelas a participar no grupo fundador da EU-India Incubators and Accelerators Network.

O Instituto Pedro Nunes (IPN) é uma das 10 incubadoras europeias convidadas pela Direção-Geral da Investigação e da Inovação da Comissão Europeia para participar no grupo fundador da EU-India Incubators and Accelerators Network, uma rede de incubadoras de alto desempenho, com representantes de várias regiões da Europa e da Índia.

O diretor-executivo de Incubação e Aceleração do IPN, Paulo Santos, participou no lançamento desta iniciativa nos passados dias 8 e 9 de outubro, em Bangalore, na Índia.

Nesse evento as incubadoras europeias e indianas tiveram a oportunidade de criar vínculos, trocar ideias e trabalhar num plano de ação para se envolverem em atividades de cooperação e inovação.UNES

Empresas como a Critical Software, a WIT Software, a Crioestaminal, a Active Space Technologies, a Take the Wind ou a Feedzai já passaram pela incubadora do IPN.

Recomendadas

Startup portuguesa vai à Holanda tentar conquistar prémio pelo apoio a refugiados

A startup vai à cidade britânica de Oxford participar num programa de aceleração e, de seguida, segue para a final internacional do concurso da Chivas Regal, em Amesterdão.

Dois empresários portugueses são jovens promessas para a revista Forbes

Ricardo Sequerra Amram, da Cherry Ventures, e Tiago Sá, da Wisecrop, estão na lista “30 Under 30” de 2019 da revista norte-americana.

Publicidade no Espaço? Startup russa garante que é o futuro

A startup russa StartRocket planeia colocar billboards gigantes na órbita da Terra até 2022.
Comentários