Regiões ultraperiféricas da União Europeia em debate na segunda-feira

Na agenda da reunião, que será presidida pela secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias, está uma apresentação, seguida de debate, sobre “as regiões ultraperiféricas da UE (RUP) como laboratórios para o futuro”.

Funchal – 58.68 pontos

Os ministros dos Assuntos Europeus debatem na segunda-feira, em Coimbra, as regiões ultraperiféricas da União Europeia (UE) como “laboratórios para o futuro”, para conhecer as lições aprendidas em áreas como “sustentabilidade”, “transição digital” e “juventude”.

Na agenda da reunião, que será presidida pela secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias, está uma apresentação, seguida de debate, sobre “as regiões ultraperiféricas da UE (RUP) como laboratórios para o futuro”, segundo indica uma nota à imprensa da presidência portuguesa do Conselho da UE.

Os responsáveis políticos dos 27 irão conhecer os “desafios e as potencialidades” que essas regiões oferecem “à Europa como um todo”, bem como as “lições” a tirar para preparar o futuro da UE “em áreas como a sustentabilidade, a transição digital e a juventude”, acrescenta a mesma nota.

A UE inclui nove RUP: os Açores, a Madeira e a Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, Maiote, Reunião e São Martinho (França), e ilhas Canárias (Espanha).

De acordo com o programa, o encontro servirá também para lançar a Rede de Prospetiva Estratégica da UE ao nível ministerial, uma iniciativa que surgiu no seguimento do primeiro relatório do tema, adotado pela Comissão Europeia em setembro de 2020 e destinado a identificar os problemas e as oportunidades emergentes para orientar melhor as escolhas estratégicas do bloco europeu.

A iniciativa em questão visa, nesse sentido, melhorar “a capacidade de planeamento, a conceção e a aplicação das políticas públicas mais adequadas, a longo prazo e à escala europeia”.

O lançamento da Rede de Prospetiva será seguido da primeira reunião com os “Ministros para o Futuro”, na qual se discutirá “a autonomia estratégica aberta” do espaço comunitário e “a resiliência europeia”, temas considerados “fulcrais para o futuro da Europa”.

O encontro informal entre os ministros dos 27 terá início às 14:30 (hora de Lisboa), no Convento de São Francisco, e está prevista uma conferência de imprensa a partir das 18:45.

Recomendadas

Transição verde requer apoios nos planos nacionais

O objetivo de atingir uma economia europeia neutra em emissões de carbono até 2050 exige a inclusão do sector dos transportes nos planos nacionais de recuperação, advoga um consórcio do ramo, dada a forte inovação e modernização necessárias.

G7 comprometem-se em fornecer mais de mil milhões de doses de vacinas anti-Covid

O objetivo será um de fornecer doses aos países mais desfavorecidos cujo o acesso às vacinas seja mais difícil. Distribuição deverá acontecer até ao próximo ano.

Crise e dois orçamentos marcam primeiro ano de João Leão à frente das Finanças

Em junho de 2020, o então secretário de Estado do Orçamento era um governante discreto, nome pouco conhecido da opinião pública, quando foi escolhido para ministro das Finanças.
Comentários