REN conclui compra da Transemel no Chile por 169 milhões de dólares

A Transemel tem uma receita 93% regulada, 92 quilómetros de linhas de transmissão elétrica e cinco subestações, localizadas sobretudo na zona norte deste país. A REN detém ainda no Chile, desde 2017, uma participação na empresa Electrogas.

A REN – Redes Energéticas Nacionais anunciou esta terça-feira que, através das suas subsidiárias Aerio Chile e Apolo Chile, concretizou a compra do total do capital social da Transemel às empresas Compañia General de Electricidad e Naturgy Inversiones Internacionales por 168,6 milhões de dólares (cerca de 154 milhões de euros).

A operação, anunciada no final de julho, foi financiada apenas com recurso a dívida externa e é o segundo investimento que o grupo faz no Chile, de acordo com a informação enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Tal como a REN previa inicialmente, a transação ficou concretizada no início de outubro.

“Apesar de continuar atenta a oportunidades de investimento no estrangeiro, Portugal é o foco e o mercado principal da REN, onde continuará a investir de forma a garantir a satisfação das necessidades de infraestruturas de eletricidade e gás natural a longo prazo, com uma orientação permanente para a melhoria do desempenho e qualidade de serviço, a fim de fornecer um serviço fiável, seguro e eficiente ao menor custo possível para o país e para os consumidores”, refere também a nota publicada pelo regulador dos mercados.

A Transemel tem uma receita 93% regulada, 92 quilómetros de linhas de transmissão elétrica e cinco subestações, localizadas sobretudo na zona norte do Chine. A REN detém ainda nesse país, desde 2017, uma participação na empresa Electrogas, que opera o gasoduto que abastece de gás natural as principais geradoras de eletricidade do país e os distribuidores residenciais da cidade de Santiago do Chile.

“Esta região [norte] é marcada pela forte influência da indústria mineira, estando uma das subestações localizada perto da maior mina de cobre do Mundo, em Calama, e pela crescente predominância de projetos de produção de energia renovável, fruto do grande potencial solar nessa zona do país”, explicou a empresa, no comunicado divulgado aquando do anúncio do negócio.

Recomendadas

Estudantes europeus rumam a Setúbal para encontrar soluções de ‘smart tourism’

A 14.ª edição da Business Week’o é dedicada ao conceito de ‘smart tourism’ e o programa de trabalho volta a apostar num contacto direto dos participantes europeus com a cidade que os acolhe,

PremiumVinhos: vendas da região de Lisboa crescem 20% até ao final de setembro

Desde o início do ano até ao final de setembro já foram vendidas cerca de 43 milhões de garrafas, ou seja, 32,250 milhões de litros. Francisco Toscano Rico, presidente da CVR Lisboa, explica que os mercados absorvem cerca de 77% desta produção.

Cerca de 49 mil empresas no mundo utilizam as IFRS

Mais de 33% das operações financeiras são transfronteiriças e as IFRS têm contribuído para a redução do custo de financiamento das empresas e para identificação de novas oportunidades de investimento.
Comentários