Renovar o cartão do cidadão online? Vai ser preciso pedir uma chave móvel digital ou ter um leitor de cartões

O Governo garante que a renovação do cartão do cidadão online vai arrancar a 20 de junho, mas é preciso ter em conta os requisitos para a atualização.

A renovação do cartão do cidadão online vai ser possível para maiores de 25 anos a partir deste mês. O Governo prevê arrancar com esta medida a 20 de junho, o que deverá permitir terminar com o desespero de muitos cidadãos para renovar o documento de identificação.

Esta medida deverá permitir menor tempo de espera para renovar o cartão do cidadão, face às longas filas de espera nas lojas do cidadão, ou por só ser possível obter um agendamento passados dois meses em alguns locais de Lisboa e Porto.

Em entrevista à rádio TSF este sábado, 15 de junho, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa garantiu que a medida vai arrancar mesmo este mês, mas explicou que os cidadãos vão precisar de ter uma chave móvel digital para conseguir renovar o cartão do cidadão.

A “medida que entra em vigor a 20 de junho possibilita fazer a renovação online usando as credenciais que tinha do Cartão de Cidadão (CC) ou a chave móvel digital”, disse Mariana Vieira da Silva na TSF.

Entre estas duas opções, o uso do PIN do cartão do cidadão é mais complexo, pois exige também o uso de um leitor de cartões e da instalação da aplicação do cartão do cidadão no seu computador.

Já a chave móvel digital é descrita como um “sistema simples e seguro de autenticação dos cidadãos em portais e sítios da Administração Pública na Interne”, segundo o portal do Governo.

Esta chave tem dois fatores de segurança: uma palavra-chave (PIN) escolhida pelo cidadão, ou um código de segurança numérico e temporário recebido por SMS, e-mail ou mensagem direta no Twitter, com o portal oficial a aconselhar o uso do telemóvel para receber este código de segurança numérico por ser “mais seguro do que receber por e-mail”.

Esta chave móvel digital pode ser pedida de forma digital, mas para isso é preciso recorrer ao leitor de cartões e ao código PIN de autenticação; ou presencialmente, nos Espaços Cidadão e Espaços Empresa, e no momento de entrega do cartão de cidadão nos serviços do Instituto dos Registos e Notariado (IRN). Depois de preenchidos todos os dados, os cidadãos podem escolher o balcão de atendimento onde levantar o documento, tendo de ser feito pessoalmente pelo seu titular.

400 mil chaves móveis digitais já pedidas

Na entrevista à TSF, Mariana Vieira da Silva fez um balanço positivo da chave móvel digital. “A necessidade que tínhamos de saber as várias senhas para aceder aos serviços públicos passa a ser muito mais simples. Recebe uma mensagem no telefone e os números estão aí para provar: no início de 2016 tínhamos dez mil chaves digitais e hoje são 400 mil. Estendemos de forma significativa à área da saúde e hoje temos toda a organização hospitalar a usar a chave móvel digital e até bancos que aderiram”.

A ministra espera que a situação comece a ficar normalizada nos próximos meses. “Até fim do ano prevê-se uma procura superior aos últimos anos, mas a partir do verão a situação ficará estabilizada, porque a partir quando os maiores de 25 anos puderem tirar o CC online o atendimento poderá ser feito só a quem precisa de tirar dados biométricos ou o prefira”.

Questionada sobre a complexidade da chave móvel digital, Mariana Vieira da Silva defende a simplicidade da solução. “Eu julgo que é imediato, porque a necessidade que tínhamos de saber as várias senhas para aceder aos serviços públicos passa a ser muito mais simples. Recebe uma mensagem no telefone e os números estão aí para provar: no início de 2016 tínhamos dez mil chaves digitais e hoje são 400 mil. Estendemos de forma significativa à área da saúde e hoje temos toda a organização hospitalar a usar a chave móvel digital e até bancos que aderiram”.

Sobre a necessidade dos cidadãos pedirem a chave móvel digital presencialmente, se não tiverem leitor de cartões, a ministra sublinha a necessidade de segurança. “Sendo uma medida que permite certificar que é a pessoa certa a assinar o documento, precisamos de segurança no momento da atribuição. Esta medida foi criada porque ninguém tem o leitor de cartões, em que podia fazer a maioria destas coisas online. O momento de tirar tem de estar protegido com todas as regras de segurança, faz parte, toda a gente compreende que ninguém pode usar a sua chave móvel. Todos os procedimentos de segurança estão garantidos, mas são necessários.”

Ler mais
Recomendadas

Viagens para a Republica Dominicana estão mais baratas para os portugueses. Poupanças chegam aos 300 euros

Viajar este ano ficou mais barato para os portugueses, especialmente para a República Dominicana. Mas não se preocupe: a baixa de preços em nada se deve aos incidentes com os turistas norte-americanos.

Combustíveis mais baratos na próxima semana

A cotação do barril de Brent está a valorizar 1,37%, com valor de 62,78 dólares, enquanto a cotação do crude WTI cresce 1,07%, para 55,89 dólares por barril.

Quer reclamar do seu banco ou de um intermediário de crédito? Saiba como

Já pode reclamar do seu banco ou de um intermediário de crédito sem sair de casa. A Deco explica como.
Comentários