Respostas Rápidas. Chegou o NIF da gama 3. Para que serve e a quem se destina?

Autoridade Tributária (AT) começou esta quinta-feira, dia 4 de julho, a atribuir uma nova gama do número de identificação fiscal (NIF) às pessoas singulares.

A quem poderá ser atribuído o Número de Identificação Fiscal (NIF) da gama 3?

A nova gama do NIF, que passará a ser atribuída pela Autoridade Tributária (AT) a partir desta quinta-feira, será aplicada às pessoas singulares, sejam cidadãos nacionais ou estrangeiros. Todas as entidades em que exista a necessidade de colocar o NIF como é o caso de comerciantes, contabilistas, bancos, e empresas que processam salários, terão de adaptar os respetivos programas informáticos.

Qual é a diferença do NIF da gama 3 face aos já existentes?

Os novos NIF têm um novo primeiro dígito: começa por 3 a sequência de nove números. É por esta razão, que terão que ser adaptados os sistemas informáticos por parte de todas as entidades que utilizem o NIF.

Como é constituído o NIF?

O NIF é um número composto por nove dígitos, sendo os oito primeiros sequenciais e o último um dígito de controlo. Tanto o NIF como o NIPC (Número de Identificação de Pessoa Colectiva) são constituídos por nove dígitos, sendo que o primeiro tem significados diferentes: 1 ou 2 (pessoa singular ou empresário em nome individual), 5 (pessoa colectiva), 6 (pessoa colectiva pública) e 9 (pessoa colectiva irregular ou número provisório).

Quem pode atribuir o NIF?

Existem duas entidades que atribuem NIF: a AT e o Registo Nacional de Pessoas Coletivas (RNPC). O NIF pode ser pedido, por exemplo, nos balcões de atendimento da AT e nas Lojas do Cidadão que têm este serviço ou nos balcões que disponibilizam o Cartão do Cidadão.

Ler mais
Relacionadas

Nova gama de NIF iniciada por 3 já começou a ser atribuída

Desde esta quinta-feira, os novos NIF para cidadãos nacionais ou estrangeiros já têm um novo primeiro dígito: começa por 3 a sequência de nove números, obrigando à adaptação dos sistemas informáticos por parte de todas as entidades que utilizem o NIF. É o caso de comerciantes, bancos, empresas, contabilistas, entre outros.

A partir de junho vem aí uma nova gama de NIF. Começa por 3

A AT tem vindo a atribuir números de Identificação fiscal (NIF) da gama 2 aos contribuintes singulares, mas a partir de junho os novos NIF para cidadãos nacionais ou estrangeiros vão passar a ter um novo primeiro dígito: começa por 3 a sequência de nove números, obrigando à adaptação dos sistemas informáticos por parte de todas as entidades que utilizem o NIF. É o caso de comerciantes, bancos, empresas, contabilistas, entre outros.
Recomendadas

Novo Banco é o mais exposto aos grandes devedores e regista perdas de 3,5 mil milhões de euros

Relatório dos grandes devedores à banca foi divulgado esta quarta-feira pelo Banco de Portugal, sem nomes, mas com todos os restantes dados, que tinham sido exigidos pelos deputados.

Agentes de navegação esperam expansão do terminal portuário de Sines

A Agepor vê com preocupação o movimento que tem vindo a ser alimentado contra o prolongamento do molhe de proteção do porto de Leixões, considerando-a uma obra essencial para a manutenção da competitividade e perspetivas de futuro daquele porto, que é vital para a economia nacional e para a região.

De Manhattan a Singapura, os pastéis de nata já competem com os donuts. Bloomberg surpreendida com doce português

“Nunca usem garfo e faca. É suposto comê-lo com as mãos e de preferência acompanhar com um café”. A Bloomberg está estupefacta com o crescimento da fama dos pastéis de nata em todo o mundo.
Comentários