Restaurantes da Ibersol concentram-se no ‘take away’ e ‘delivery’

As cadeias de restauração Burger King, KFC, Pans & Company, Pizza Hut e Taco Bell passam a funcionar centrados no serviço de entrega ao domicílio e de recolha no restaurante.

Durante o novo período de confinamento, o Grupo Ibersol adaptou as suas operações de serviço de entrega em casa (‘take away’) e de recolha no restaurante (‘drive’) com um conjunto de medidas pensadas para as famílias e para quem se encontra em teletrabalho e todos os que precisam de continuar a trabalhar fora de casa.

Desta forma, a maioria dos restaurantes do Grupo Ibersol, nomeadamente Burger King, KFC, Pans & Company, Pizza Hut e Taco Bell passam a funcionar centrados no serviço de entrega ao domicílio e de recolha no restaurante.

Durante o novo período de confinamento o Grupo Ibersol adaptou as suas operações de serviço de entrega em casa e de recolha no restaurante (take away ou drive) com um conjunto de medidas pensadas para ir ao encontro das famílias neste período tão exigente, bem como apoiar todos os que estão em teletrabalho e todos os que precisam de continuar a trabalhar fora de casa.

A maioria dos restaurantes do Grupo Ibersol, nomeadamente Burger King, KFC, Pans & Company, Pizza Hut e Taco Bell passam a funcionar centrados no serviço de entrega ao domicílio e de recolha no restaurante aplicando rigorosos procedimentos de segurança como o protocolo de Transação Segura no Delivery.

“Seguindo as indicações do Governo, o Grupo Ibersol procedeu ao encerramento dos seus restaurantes durante o novo período de confinamento e adaptou as suas operações de serviço de entrega em casa e de recolha no restaurante (‘take away’ ou ‘drive’) com um conjunto de medidas pensadas para ir ao encontro das famílias neste período tão exigente, bem como apoiar todos os que estão em teletrabalho e todos os que precisam de continuar a trabalhar fora de casa”, destaca um comunicado da Ibersol.

De acordo com os responsáveis da empresa, os restaurantes do Grupo Ibersol vão aplicar “rigorosos procedimentos de segurança, como o protocolo de Transação Segura no Delivery”.

“Como grande grupo de restauração moderna e grande empregador, o Grupo Ibersol está fortemente empenhado em trabalhar todos os dias para a plena recuperação da economia de Portugal, garantindo a máxima segurança aos seus colaboradores e clientes”, assegura o comunicado em questão.

“Desde sempre, a segurança e a confiança dos nossos clientes e dos nossos colaboradores são pilares estratégicos na nossa atuação. No dia a dia, esta preocupação reflete-se na implementação de práticas rigorosas de limpeza e desinfeção, segurança alimentar, saúde e segurança no trabalho em todos os nossos restaurantes das marcas Burger King, KFC, Pans & Company, Pizza Hut, Taco Bell, bem como nos restaurantes do segmento ‘travel’ localizados nos aeroportos entre outras unidades”, assinala João Falcão, diretor de ‘marketing’ do Grupo.

O comunicado em apreço adianta que, “no contexto atual de pandemia, o Grupo Ibersol implementou o programa ‘Safety Covid by ALS’, com rigorosas inspeções, restaurante a restaurante, para atestar a conformidade de todo o plano definido com as melhores práticas do sector da restauração moderna, orientações da DGS [Direção Geral de Saúde] e do Governo”.

“Ao longo dos últimos meses e de forma sistemática e constante, os restaurantes do grupo têm sido inspecionados por uma entidade externa e de acordo com o programa ‘Safety Covid by ALS'”, assegura a Ibersol, acrescentando que, “atualmente, 297 restaurantes em Portugal Continental e Regiões Autónomas foram inspecionados e aprovados neste novo programa”.

De acordo com os responsáveis do grupo, destacam-se neste âmbito, “em cada inspeção, a verificação dos requisitos gerais, higiene e desinfeção, manutenção e bom funcionamento dos equipamentos de ar condicionado, plano de contingência e comunicação, atendimento público, manipulação e receção de produtos”, além das análises laboratoriais para pesquisa em superfícies do vírus SARS-CoV-2 (Pesquisa do vírus SARS-CoV-2 e RT PCR – Real Time Polymerase Chain Reaction)”.

“As inspeções são realizadas pelo método de visita surpresa aos restaurantes e quando verificado o cumprimento das boas práticas e resultados negativos na pesquisa do vírus SARS-CoV-2 é emitida a ‘Declaração de aprovação Safety COVID by ALS'”, garante a Ibersol.

Afirmando-se como “o mais importante grupo de restauração moderna em Portugal e um dos maiores da Península Ibérica”, a Ibersol desenvolve a sua atividade de restauração em várias geografias.

Em Portugal, detém restaurantes da Pizza Hut, Burger King, Pans, KFC, Taco Bell, Pasta Caffé, Ò Kilo, MiiT, Ribs, Quiosques, Cafetarias, Catering e outras concessões.

Em Espanha, mercado onde adquiriu o Eat Out Group (EOG), em outubro de 2016, o Grupo Ibersol possui restaurantes (próprios e franqueados) distribuídos pelas insígnias Pizza Movil, Pizza Hut, Burger King, Pans, Ribs, FresCo, Dehesa Santa Maria e outras concessões.

No mercado angolano, está presente com a KFC e a Pizza Hut.

Ler mais
Recomendadas
catarina_martins_oe_2020

Covid-19: Catarina Martins faz um apelo a Costa para que estenda já as moratórias

“Deixo aqui hoje este apelo a António Costa: não espere que seja tarde demais, não espere pelo início dos despejos e das falências. As moratórias têm de ser estendidas já”, num comício maioritariamente virtual que assinalou o encerramento da conferência autárquica online e os 22 anos do BE, que comemora no domingo a sua fundação.

TAP. Ratificação dos acordos com pilotos e tripulantes era “passo crucial”, diz o Governo

“Porque estes acordos representam um compromisso muito firme de todos com o futuro da companhia, dão ainda mais credibilidade ao plano de reestruturação que o Estado português continuará a negociar com a Comissão Europeia ao longo das próximas semanas”, sublinhou o Ministério das Infraestruras e da Habitação.

Serviços postais caem 12,4% mas tráfego de encomendas dispara 20% em 2020

Tráfego total dos serviços postais caiu 12,4% em 2020, uma quebra que “está associada aos efeitos da pandemia da Covid-19” e que foi “mais expressiva” do que o recuo verificado em 2019 (-6,7%). A pandemia terá tido “um impacto direto, negativo, de 9,8% no tráfego postal total”.
Comentários