Premium“Restrições da pandemia limitaram atividade”, afirma ASAVAL

No dia em que a entidade comemora dez anos de existência, o responsável sinaliza que, a manter-se o interesse dos investidores estrangeiros em Portugal, esse poderá ser um fator importante na retoma da economia.

Fundada em 2010, a Associação Profissional das Sociedades de Avaliação (ASAVAL) celebra esta sexta-feira, 5 de novembro, dez anos de vida. A entidade sem fins lucrativos representa as sociedades de avaliação e os peritos avaliadores com quem estas colaboram. Atualmente, as sociedades que integram a ASAVAL representam mais de 70% do mercado de avaliações realizadas para o setor financeiro. A associação assinala a efeméride realizando um congresso onde vai abordar o estado do setor, bem como as expetativas para a próxima década.

Presentes neste evento, que será conduzido através da plataforma Zoom devido à pandemia, estarão entre outros, o presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Tiago dos Santos Matias e Nick French, professor de Real Estate Valuation no Reino Unido.

Em entrevista ao Jornal Económico (JE), o engenheiro Paulo Barros Trindade, presidente da ASAVAL, aborda as perspetivas para o futuro deste setor, bem como o impacto que a pandemia teve na atuação dos seus profissionais.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Por onde devemos começar no Investimento Imobiliário?

Por onde devemos começar no investimento imobiliário? João Raposo, administrador do Grupo Reorganiza, explica ao detalhe quais os passos que deve dar se está a equacionar este tipo de investimento.

Preços das casas subiram 4,9% na zona euro no terceiro trimestre

Em relação ao trimestre anterior, os maiores aumentos foram verificados na Hungria (5,2%,), Dinamarca (4,2%) e Letónia (3,7%), enquanto as descidas mais significativas foram observadas no Chipre (4,8%) , Roménia (2,6%), Itália (2,5%) e Croácia (0,6%).

Crise do turismo faz disparar arrendamento de casas em 67%

Por sua vez, o preço dos apartamentos para venda aumentaram em média 6% fixando-se nos 2.146 euros\m2. Com exceção de Viseu que caiu 4,62%, todos os distritos registaram uma subida dos preços no ano passado.
Comentários