Rui Pinto tentou dar provas à justiça portuguesa, mas foi ignorado, afirma advogado

William Bourdon garante ter na sua posse provas de que o seu cliente, Rui Pinto, propôs entregar informação às autoridades portuguesas.

O advogado William Bourdon garante ter na sua posse provas de que o seu cliente, Rui Pinto, propôs entregar  informação às autoridades portuguesas, mas que estes contactos ficaram sem resposta da Justiça portuguesa, informa o jornal “Público” esta sexta-feira, 14 de fevereiro.

“Temos provas de que Rui Pinto entrou em contacto com as autoridades portuguesas detalhando a informação de que possuía”, referiu William Bourdon, durante uma conferência que juntou representantes das várias entidades que trabalharam com Rui Pinto durante as divulgações do Football Leaks e, mais recentemente, dos Luanda Leaks.

Ao jornal “Público”, o advogado francês, que já representou denunciantes como Edward Snowden e Julian Assange, assumiu também que estes contactos aconteceram antes das revelações do Football Leaks.

Depois de ter sido preso na Hungria e extraditado para Portugal, ao abrigo de um mandato internacional, Rui Pinto está preso desde março de 2019, tendo revelado recentemente que entregou um disco rígido à Plataforma de Proteção de Denunciantes na África, que permitiu a recente revelação dos Luanda Leaks, um caso de corrupção relacionado com a empresária angolana Isabel dos Santos.

Relacionadas

Justiça recusa prisão domiciliária a Rui Pinto por “elevadíssimo perigo de fuga”

Devido às suas capacidades como informático, a Justiça receia também que Rui Pinto coloque em risco todas as provas relacionadas com o Football Leaks.

“Uma espécie de quem é quem do futebol português”. L’Equipe destaca investigação a FC Porto, SL Benfica e Jorge Mendes

Para o jornal desportivo francês, esta investigação dá a conhecer “uma espécie de quem é quem do futebol português” a partir de uma lista que incluiu cerca de 40 alvos onde estão listados presidentes de clubes, agentes, empresários, empresas e várias dezenas de jogadores de futebol.
António Costa Assina OE2020

“Justiça dirá se Rui Pinto é um herói ou um criminoso”, diz primeiro-ministro

O primeiro-ministro , António Costa, abordou ainda as possíveis consequências económicas do Luanda Leaks. O governante respondeu que o Executivo tem de interver em situações de crise e “o que diz respeito ao universo empresarial da engenheira Isabel dos Santos interveio quando teve que intervir, aliás com bom sucesso”, salientou.
Recomendadas

Vaz das Neves utilizou Tribunal da Relação de Lisboa para ganhar 280 mil euros em julgamento privado

Em causa estava um litígio entre o grupo Altis e o fundo de investimento Explorer relacionado com o Altis Park, uma unidade hoteleira situada nas Olaias, em Lisboa.

Operação Lex: Conselho da Magistratura recusa presença de sindicato de juízes em reunião plenária

A Associação Sindical dos Juízes anunciou hoje que pediu para estar representada na próxima reunião plenária do Conselho Superior da Magistratura que vai discutir o caso dos sorteios eletrónicos do Tribunal da Relação de Lisboa e analisar os primeiros resultados das averiguações.

Operação Lex: Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

A mesma fonte adiantou à agência Lusa que o juiz desembargador, jubilado desde 2016, tem como medida de coação termo de identidade e residência.
Comentários