Rui Rio: “Espero que a partir de hoje possamos trabalhar com estabilidade e lealdade”

“Oposição exigente e credibilizadora”, “abertura à sociedade” e “escolha dos melhores candidatos” foram mensagens fortes do discurso de vitória do presidente reeleito do PSD, que destacou os 1.670 votos que terá conquistado em relação à primeira volta.

rui_rio_psd
Tiago Petinga/Lusa

O presidente reeleito do PSD, Rui Rio, respondeu ao apelo do candidato derrotado Luís Montenegro para o fim de “uma cultura de facção” com a garantia de que cabem no partido que continuará a liderar “todos os que estejam com seriedade e com lealdade”, pois “o nosso adversário comum é o PS e a ‘Geringonça'”. “Espero que a partir de hoje possamos trabalhar com estabilidade e lealdade”, vincou ainda, deixando mais tarde claro que prefere vincar as diferenças existentes entre os sociais-democratas.

Já na fase de perguntas dos jornalistas, o líder social-democrata revelou que não repetirá o que fez após as últimas diretas do partido, quando incluiu nas suas listas elementos ligados à candidatura derrotada de Pedro Santana Lopes, que mais tarde saiu do PSD para fundar o Aliança. Desta vez submeterá ao congresso que se realiza em Viana do Castelo a 7 de fevereiro uma lista apenas com aqueles que estiveram ao seu lado na disputa interna.

Prometendo uma “oposição construtiva e credibilizadora” ao PS, Rui Rio estabeleceu como objetivo pôr fim a 24 anos de “poder tentacular” nos Açores, apostando no seu atual vice-presidente José Manuel Bolieiro para “disputar taco a taco” e tentar afastar o socialista Vasco Cordeiro da presidência do Governo Regional.

De igual forma, apontou a meta de melhorar os resultados do PSD nas autárquicas de 2021, sem deixar de fazer um “alerta à navegação” que também foi uma resposta a quem o acusou de trocar apoios nas diretas por promessas de lugares elegíveis: “Câmara a câmara, não podemos escolher os amigos nem aqueles que têm peso nesta ou naquela secção por serem líderes de facção. Temos que escolher os melhores. e, como não prometi nada a ninguém, iremos decidir como temos de decidir, pois não estou preso a nada.”

Quanto ao resultado da votação, que lhe dava uma vantagem de seis pontos percentuais (53,0%-47,0%) quando faltava apurar os votos de 38 concelhos, o presidente reeleito destacou os 1.670 votos que terá conquistado em relação à primeira volta disputada a 11 de janeiro.

Relacionadas

Luís Montenegro assume derrota e diz que Rio “é credor do nosso desejo de que possa ultrapassar com êxito os próximos combates”

Candidato derrotado à liderança social-democrata demorou a referir-se a Rui Rio, acabando por pedir ao presidente reeleito que acabe com a “cultura de facção”. Mais tarde garantiu que as previsões que apontam para a sua morte política “são manifestamente exageradas”.

Rui Rio reeleito presidente do PSD com 53% dos votos dos militantes

Porto e Aveiro tiveram o maior peso na vitória eleitoral do atual e futuro líder social-democrata, que também reduziu a desvantagem em Braga. Não chegou a Montenegro “herdar” Lisboa Área Metropolitana e Setúbal de Miguel Pinto Luz.
Recomendadas

Respostas rápidas: saiba o que se diz sobre a vacinação dos políticos

Desde quem tem direito, passando pelos argumentos que a suportam até aos que já rejeitaram receber a vacina, saiba o que se diz sobre a vacinação dos políticos.

Lacerda Sales: Pedido de ajuda internacional “ainda não foi formalizado completamente”

Lacerda Sales relembra que existem mecanismos de cooperação europeia prontos para serem ativados como se assistiu em vários países na primeira vaga, mas que, para já, “enquanto formos tendo respostas e capacidade de responder às necessidades dos portugueses, vamos respondendo”.

Presidenciais: PCP antevê Marcelo mais alinhado à direita e ao bloco central após reeleição

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, acredita que Marcelo Rebelo de Sousa vai tentar “reabilitar” a direita e reconduzi-la ao poder, no seu segundo mandato, e sublinha que ao Presidente reeleito cabe-lhe cumprir a Constituição e não “animar a sua subversão”.
Comentários