Ryanair anuncia a criação de cinco mil empregos nos próximos cinco anos

“A Ryanair espera criar mais de 5.000 novos empregos para pilotos, tripulantes de cabine e engenheiros nos próximos cinco anos”, anunciou em Espanha Michael O’Leary.

CEO da Ryanair, Michael O’Leary | Foto de Cristina Bernardo

“A Ryanair espera criar mais de 5.000 novos empregos para pilotos, tripulantes de cabine e engenheiros nos próximos cinco anos”, disse o presidente executivo companhia aérea low-cost, Michael O’Leary, antes de uma reunião de acionistas da empresa, segundo o El Economista.

Os 5.000 novos postos de trabalho a criar nos próximos cinco anos, são essencialmente pessoal de cabine e técnicos.

A Ryanair conta ainda abrir um centro de formação em Espanha. A companhia inaugurou esta semana um centro de formação de aviação em Dublin, tendo para tal feito um investimento de 50 milhões de euros, e prevê criar mais dois centros de formação, de alta qualidade, em Espanha e Polónia nos próximos cinco anos.

O’Leary mostrou-se otimista, segundo o jornal espanhol, e acredita que a companhia aérea pode recuperar da crise da pandemia e crescer, tanto no tráfego aéreo quanto na geração de empregos.

O presidente da Ryanair revelou ainda que vai abrir novas bases na Europa este ano e vai aproveitar “slots” (decolagem e aterragem) que foram deixados vagos por outras companhias aéreas que reduziram as suas frotas.

Recomendadas

Como pedir o Documento Único Automóvel? Conheça o novo DUA

O Documento Único Automóvel permite que um veículo possa circular nos países da União Europeia. Descubra em que situações é necessário e como pedir.

Seguro W&I: Alternativa às soluções tradicionais?

À medida que o mercado for evoluindo, a flexibilidade das soluções de seguro será cada vez maior e serão cada vez mais as transações em que estas soluções poderão ser usadas.

O que fazer quando lhe devem uma pensão de alimentos?

Quando não é cumprido o pagamento da pensão de alimentos, o Estado concede um apoio para colmatar essa falha. Saiba tudo neste artigo.
Comentários