PremiumSalários dos engenheiros vão crescer acima da média nacional

A escassez da oferta abre boas perspetivas, tanto na mobilidade de emprego como nos salários. Acentua-se a tendência dos engenheiros que optam por funções de gestão.

“A tendência é que os salários continuem a aumentar mais do que a média nacional e a inflação prevista para as outras áreas”. Carlos Andrade, senior executive manager da Michael Page no Porto, explica ao Jornal Económico que a procura de profissionais das áreas de engenharia continua a fazer sentir-se, ultrapassando em muitos casos a oferta, o que constitui um fator de pressão sobre os salários. “Segundo os nossos estudos – adianta ­– estimamos uma inflação na ordem de 7 a 8%, em média, para este setor”. A tendência de subida dos salários nas profissões que têm por base formação nos vários ramos de engenharia iniciou-se há dois, três anos e está para ficar.

No geral, tem vindo a intensificar a mobilidade em várias especialidades, pressionando outro ponto crítico: a mobilidade extra profissional. A passagem da engenharia para a gestão é “uma prática comum”, admite Carlos Andrade. “A verdade – explica – é que a maior parte dos engenheiros, ao fim de quatro ou cinco anos de experiência profissional, já procura tarefas de gestão. Os engenheiros veem isso como uma progressão natural de carreira, a evolução para tarefas de gestão”, justifica o responsável da Michael Page que auxilia as empresas a recrutar sem se exporem ao mercado.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Empresa de engenharia Quadrante entra na África do Sul

A Quadrante vai desenvolver o projeto de estruturas do futuro ‘Centro Comercial Fourways Mall’, em Joanesburgo, uma obra que será realizada em parceria com a Mota – Engil.

Claranet vai criar academia para formar até 80 profissionais em TI por ano

“Também podem participar pessoas que trabalhem em Tecnologias da Informação há 10 ou 15 anos numa área que está a desaparecer, por exemplo”, disse ao Jornal Económico Vasco Afonso, head of Public Cloud da tecnológica britânica.

82% das empresas portuguesas querem contratar este ano

Segundo o grupo Hays, 2019 será um bom ano em matéria de criação de emprego. Perfis comerciais, de tecnologias de informação e engenheiros lideram a lista dos mais procurados pelas empresas.

Emprego na tecnologia cresceu 6,4% em Portugal (acima da média europeia)

O relatório “O Estado da Tecnologia Europeia 2018”, elaborado pela sociedade de capital de risco Atomico em parceria com a Slush e a Orrick, concluiu que a indústria europeia de software contribui com cerca de 400 mil milhões de euros para a economia do ‘Velho Continente’.
Recomendadas

Apenas 21% dos portugueses reforçaram contas poupança no último ano, diz Cetelem

Os hábitos de poupança dos portugueses mantiveram-se no último ano. “Estarem atentos a promoções ou levar almoço para o trabalho são pequenos gestos que fazem já parte do dia a dia de muitos portugueses”, acrescenta o estudo.

Quem são os beneficiários da vacina contra a gripe

Algumas pessoas têm direito à vacina da gripe, disponibilizada gratuitamente no Serviço Nacional de Saúde, sem necessidade de receita médica. Para a receberem basta dirigirem-se aos centros de saúde.
gasolina_combustiveis_greve_motoristas

Gasolina e gasóleo descem na próxima semana

Depois de na semana passada o preço do gasóleo permanecer inalterado, esta semana desce 0,5 cêntimos, acompanhado por uma queda de 1,5 cêntimos no preço da gasolina. Saiba onde encontrar os postos mais económicos.
Comentários