Sanofi faz acordo de dois mil milhões com empresa norte-americana para criar vacinas

A farmacêutica francesa passa a ter os direitos exclusivos mundiais para desenvolver, fabricar e vender vacinas contra doenças infeciosas utilizando a tecnologia da empresa de biotecnologia Translate Bio, cujas estão a disparar 40%.

A farmacêutica Sanofi informou esta terça-feira que assinou um acordo de 2 mil milhões de dólares (cerca de 1,8 mil milhões de euros) com a empresa norte-americana Translate Bio para desenvolver novas vacinas – inclusive contra a doença causada pelo novo coronavírus.

O acordo, estabelecido através da unidade de negócios Sanofi Pasteur, reforça a presença da multinacional francesa neste mercado e torna-a na quarta maior acionista da Translate Bio, com uma participação de 7,2%. Na prática, ao estenderem esta colaboração, a dupla de empresas vai criar uma gama de vacinas de mRNA (ácido ribonucleico).

A Sanofi passa, assim, a ter os direitos exclusivos mundiais para desenvolver, fabricar e vender vacinas contra doenças infeciosas utilizando a tecnologia da Translate Bio, que permite instruir as células humanas a produzir proteínas específicas que, por sua vez, geram imunidade a uma doença, segundo o comunicado.

Em relação à Covid-19, a Sanofi espera que a sua vacina experimental entre em fase testes clínicos até o final do ano e, caso corram bem, haja aprovação regulatória no segundo semestre de 2021. A farmacêutica de Paris, que prevê ter capacidade de fazer entre 90 milhões e 360 ​​milhões de doses por ano, também está a trabalhar noutra vacina com a britânica GlaxoSmithKline.

As ações da biotecnológica de Massachusetts – que vai receber da Sanofi um pagamento antecipado de 425 milhões de dólares (aproximadamente 375 milhões de euros) estão a disparar 40,42%, para 22,80 dólares, na bolsa de Nova Iorque.

Recomendadas

Tecnológica brasileira CI&T prevê investir dois milhões de euros em dois anos e contratar 200

A CI&T tem presença na Ásia, mais concretamente China e Japão, e Estados Unidos, que foi o segundo mercado de aposta.

António Horta Osório vai ser Chairman do Credit Suisse

Horta Osório será eleito Presidente do Conselho de Administração do Credit Suisse em maio. O banco está presente em Portugal. A nomeação será rápida, já que sendo um banco suíço não precisa de passar pela morosa avaliação do BCE.

Revolut lança aplicação web de “homebanking”

Assim como na ‘app’ do telemóvel, os clientes da Revolut conseguem, com esta nova ferramenta, adicionar dinheiro à conta através de transferência bancária, cartão débito ou de crédito ou Apple Pay. O website está protegido por um sistema de autenticação de dois fatores.
Comentários