Santander Portugal é o banco com melhor Governo Corporativo, segundo ranking da Merco

No âmbito do ranking de Responsabilidade e Governo Corporativo, foram medidos especificamente os indicadores: conhecimento ético, transparência e bom governo, responsabilidade com os empregados, compromisso com o meio-ambiente e as alterações climáticas, e contribuição para a comunidade.

Cristina Bernardo

O Santander foi considerado o Banco com a “melhor reputação corporativa em Portugal”, ao ocupar o 1º lugar do setor no ranking da Merco Empresas (Monitor Empresarial de Reputação Corporativa). Foi também considerado o Banco mais bem posicionado no ranking geral das Empresas Mais Responsáveis e com melhor Governo Corporativo.

No âmbito do ranking de Responsabilidade e Governo Corporativo, foram medidos especificamente os indicadores: conhecimento ético, transparência e bom governo, responsabilidade com os empregados, compromisso com o meio-ambiente e as alterações climáticas, e contribuição para a comunidade.

“Este estudo, realizado pela primeira vez em Portugal, segue uma metodologia de avaliação de reputação que é considerada a mais completa do mundo”, explica o banco. Para isso, “faz uma análise exaustiva de cerca de 1.200 entrevistas, 12 stakeholders e 200 indicadores objetivos. É também o primeiro monitor auditado do mundo, sendo revisto de forma independente pela KPMG, segundo a norma ISAE 3000”, acrescenta a nota.

A fase da seleção conta com a colaboração de 200 diretores de empresas, que respondem à questão de quais as marcas com melhor reputação, tendo em conta variáveis como: resultados económicos, qualidade da oferta comercial, talento, ética e responsabilidade corporativa, dimensão internacional da empresa e inovação.

Após a seleção, as empresas são expostas a um painel de especialistas (analistas financeiros, jornalistas, sindicatos, professores universitários, ONG’s e associações de consumidores) e, posteriormente, são avaliadas por outros dois monitores: Merco Consumo e Merco Digital.

 

Ler mais
Recomendadas

Banco de Portugal adopta ‘energia verde’ nos seus edifícios

“A transição para a nova forma de consumo de energia deverá estar concluída ainda durante o primeiro trimestre deste ano. Com esta medida, o Banco tem como objetivo reduzir a sua pegada de carbono”, explica a instituição

BCE pede aos bancos que evitem “distorcer” resultados de testes de stress

A cada dois anos, a Autoridade Bancária Europeia e o BCE realizam os chamados testes de stress a 50 bancos da União Europeia para medir a força das entidades bancárias em diferentes cenários de stress, como uma crise, por exemplo.

Haitong encaixou ganho de 1,97 milhões com venda de subsidiária na Irlanda

Com esta transação, o Haitong Bank reforçou significativamente a qualidade dos seus ativos e o rácio de NPL (“Non-Performing Loans”) passou a situar-se abaixo dos 5%, adianta o banco.
Comentários