Secundária Jorge Peixinho vence 6.ª Jogo de Gestão Interescolas

O desafio anual tem como destinatários alunos do ensino secundário e profissional, pretendendo premiar os jovens talentos na área da gestão.

A equipa Bonde Pastilha, da Escola Secundária Jorge Peixinho, Montijo, foi a vencedora do 6º Jogo de Gestão Interescolas, iniciativa da Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal (ESCE/IPS) que terminou a 14 de maio, após uma finalíssima disputada em formato online.

A Secundária Jorge Peixinho, sob coordenação do professor Flamino Viola, arrecadou igualmente os 2º e 3º lugares, com as equipas Gambitos e Os Indecisos, respetivamente.

A prova final da edição de 2020/2021 do jogo foi disputada por 12 equipas, em representação de cinco escolas, dos concelhos de Montijo, Alcácer do Sal, Setúbal, Alcochete e Amadora, tendo a classificação sido anunciada pelo presidente do IPS, Pedro Dominguinhos, e pela diretora da ESCE/IPS, Boguslawa Sardinha. Os prémios respetivos serão enviados para as escolas.

O desafio anual, que se dirige ao ensino secundário e profissional e pretende premiar os jovens talentos na área da gestão, voltou a propor um simulador de gestão em torno de uma empresa do setor hoteleiro, pondo à prova a capacidade de tomar decisões em equipa e de lidar com os imprevistos, numa reprodução fiel da realidade diária dos gestores hoteleiros.

A competição foi inaugurada a 15 janeiro, com uma primeira jogada disputada por 253 alunos, vindos de 18 escolas secundárias e profissionais de nove concelhos do território nacional e, pela primeira vez, do Brasil, que participou com cinco equipas, do Colégio Paulo Sousa.

O Jogo de Gestão Interescolas é um projeto educativo que, no quadro das responsabilidades educativas, sociais e de promoção do desenvolvimento regional do IPS, visa a sensibilização dos jovens para as práticas de gestão e o desenvolvimento de competências básicas na área das Ciências Empresariais e respetivos ramos científicos, da Contabilidade e Finanças aos Recursos Humanos, passando pela Logística e pelos Sistemas de Informação.

A iniciativa pretende igualmente, de forma lúdica, dar resposta a um dos grandes desafios que se colocam às instituições de ensino superior – conseguir chegar aos estudantes do ensino secundário e profissional, abrindo-lhes horizontes para escolhas futuras mais informadas e esclarecidas.

Recomendadas

Estudantes portugueses entre os que menos aprendem duas ou mais línguas na União Europeia

Portugal surge atrás da Grécia no número de estudantes que aprendem duas ou mais línguas no ensino secundário. França e Luxemburgo são os únicos países onde todos os estudantes do ensino secundário estudam duas ou mais línguas estrangeiras.

Plataforma MEGA disponibilizou 6 milhões de vouchers para manuais escolares

O Ministério da Educação anunciou esta quinta-feira que o processo dos manuais escolares para o ano letivo 2021/2022 está praticamente concluído.

Fenprof estima que mais de 100 mil alunos não tenham os professores todos

Segundo a Federação Nacional dos Professores, o problema esta longe de resolvido. “A tendência, nestes dias, não tem sido para a redução, mas para o aumento do número de horários não preenchidos”, afirma, esta quarta-feira, a estrutura liderada por Mário Nogueira.
Comentários