PremiumSegundos mandatos de Sampaio e Cavaco Silva levaram menos um milhão de eleitores às urnas

Marcelo Rebelo de Sousa tem o mesmo tipo de apoio que colocou Mário Soares acima dos 70% em 1991, mas enfrenta os riscos da abstenção. Apesar das sondagens, há quem admita a segunda volta.

Transpor a fasquia dos 70,35% obtidos por Mário Soares em 1991 será o objetivo que Marcelo Rebelo de Sousa nem às paredes do Palácio de Belém confessa, mas o certo é que vê repetirem-se as condições que elevaram o fundador do PS a tal resultado, com o apoio (então omisso de Cavaco Silva, e agora indisfarçado de António Costa) de um primeiro-ministro de outra área política. Mas sobre o Presidente da República impende outro possível recorde, muito menos apetecível, pois a tradicional diminuição da participação nas presidenciais disputadas por um “incumbente” – menos 1,3 milhões de eleitores de 1996 para 2001 e menos um milhão de 2006 para 2011 – acarreta a ameaça de vir a ser o primeiro Chefe de Estado reeleito por menos de dois milhões de portugueses.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumDominic Cummings: Um conselheiro de quem Boris Johnson recusa qualquer distanciamento

O estratego do Brexit nem sequer necessitou de ser eleito para ser o aliado de eleição do primeiro-ministro britânico. Ao ponto de ser mantido em funções após ser revelado que violou, sem sombra de arrependimento, as regras de confinamento durante a pandemia de Covid-19.

PremiumIPLeiria dá passo pioneiro com escolas da Irlanda

Doutoramentos conjuntos surgem no âmbito da rede europeia Regional University Network – European University, liderada pelo Politécnico de Leiria. Programa junta Athlone, Limerick e o instituto português.

PremiumMiguel Cabrita Matias: “Não vamos ter problemas no mercado de luxo”

Previsões das agências de ‘rating’ e ‘research’ estimam que este segmento não vai ser afetado pela pandemia. “É um mercado com clientes muito específicos. Das vendas previstas, não houve nenhuma desistência”, diz ‘board member’ da Mexto.
Comentários