“Semana Europeia da Programação” decorre até 20 de outubro

Uma iniciativa organizada por voluntários, com o apoio da Comissão Europeia.

A sétima edição da “Semana Europeia da Programação” (EU Code Week) realiza-se até 20 de outubro e pretende alcançar mais de 200 mil pessoas em Portugal.

A “Semana Europeia da Programação” é uma iniciativa organizada por voluntários, com o apoio da Comissão Europeia, que promovem a programação informática, o pensamento computacional e as competências digitais em cada um dos seus países.

Através da realização de eventos em empresas, associações, escolas ou bibliotecas, esta iniciativa procura “alertar para a importância da programação, desmistificar a sua complexidade, e demonstrar como é possível dar vida a ideias e encontrar soluções através da programação informática”.

Ao mesmo tempo pretende “valorizar e dar visibilidade à programação, bem como motivar o maior número possível de pessoas para a sua aprendizagem e compreensão”.

Para Bruno Ferreira, embaixador português da Semana Europeia da Programação, “esta iniciativa tem conseguido, dentro e fora da Europa, sensibilizar milhões de pessoas para a importância das competências digitais. Os avanços tecnológicos exercem uma pressão cada vez maior para que todos os cidadãos possuam competências digitais básicas para viver, trabalhar, aprender e participar da sociedade moderna”.

A organização de eventos é livre e pode ser realizada através deste website, que funciona como um catálogo de iniciativas.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

A empresa estatal Viettel, que é operada pelo Ministério da Defesa do Vietname, vai começar a instalar a próxima geração de rede móvel a partir de junho e concluirá a implementação em todo o país no período de um ano.

5G é ponto de viragem para o setor e para a economia nacional

Regulador vê uma oportunidade para abrir o mercado em benefício do consumidor. 5G só estará ao alcance dos operadores no segundo semestre, mas ofertas comerciais só deverão chegar dentro de dois anos.

Alberto Souto de Miranda: “O desejo é que Portugal tenha duas cidades 5G já em 2020”

O desenvolvimento e implementação da quinta geração da rede móvel (5G) no país é um tema que está a ser seguido de perto pelo Governo, com a tutela a não intervir nas decisões da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom). Depois de ter pressionado publicamente o regulador das comunicações, em setembro de 2019, o secretário de […]
Comentários