PremiumSete fundos com interesse na compra de participação de 77,5% na Galp Gás

Fundos de infraestruturas, fundos de pensões e ‘private equities’ estão entre os interessados na compra dos 77,5% detidos pela Galp Energia.

O Bank of America Merrill Lynch recebeu sete propostas não vinculativas para comprar os 77,5% que a Galp Energia detém na Galp Gás Natural Distribuição (GGND). Segundo apurou o Jornal Económico, foram sete fundos a entregar as propostas, ainda apenas indicativas, no passado dia 22 de junho.

O banco de investimento contratado pela Galp Energia deverá agora escolher entre o leque apresentado aquelas que serão convidadas a avançar com ofertas vinculativas. Um dos que avançou foi a Allianz Capital Partners – a gestora de fundos de private equity do grupo segurador alemão presente em Portugal a operar no setor da energia –, que comprou há dois anos a megacentral solar portuguesa Ourika.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

“Sobreviver a Pão e Água”. “Centenas” de membros do movimento dispostos a regressar à greve de fome se Governo não aprovar medidas exigidas

Movimento diz que Governo disse que iria apresentar em breve várias das medidas por si exigidas. Se até dia 11 de dezembro, não apresentar as restantes medidas ameaçam que com o regresso à greve de fome em frente ao Parlamento e por todo o país, com “mais de uma centena de pessoas”.

Sindicato denuncia que Ryanair se prepara para despedir 23 tripulantes no Porto enquanto abre processo de recrutamento

O SNPVAC denuncia que, ao mesmo tempo que a companhia aérea avança para o despedimento coletivo, já está a realizar cursos para novos tripulantes “violando grosseiramente o Código de Trabalho”, segundo o sindicato.

Costa adia anúncio de medidas de apoio para as rendas do comércio e da restauração

A 21 de novembro, o primeiro-ministro anunciou que as medidas de apoio para as rendas de lojas e restaurantes seria anunciada nos dias seguintes. Passados 15 dias, o Governo ainda não anunciou os apoios e adiou para a próxima semana.
Comentários