SIBS Analytics: australianos fizeram meio milhão de pagamentos eletrónicos em Portugal no ano passado

O SIBS Analytics é um portal de indicadores de consumo que mostra, de forma agregada e organizada, os dados de consumo em Portugal, através da atividade nos diversos canais geridos pela SIBS.

Estão do outro lado do mundo, mas quando vêm a Portugal, a SIBS consegue saber o número de vezes que os australianos utilizaram os multibancos portugueses.

De acordo com o portal de indicadores de consumo, da plataforma SIBS Analytics, que ficou disponível esta quarta-feira, os cartões bancários australianos foram utilizados 550 mil vezes para realizar pagamentos eletrónicos e fizeram cerca 90 mil levantamentos na rede de ATM gerida pela SIBS no ano passado. No total, em 2018, entre levantamentos e pagamentos eletrónicos, os australianos representaram 42,2 milhões de euros.

Mais perto, no seio da União Europeia, os britânicos foram o povo que mais gastou via digital em Portugal, com o valor dos pagamentos eletrónicos a alcançar os 947,3 milhões de euros em 2018. Seguem-se os franceses, com 776 milhões e os espanhóis, com cerca de 403 milhões.

A ideia do SIBS Analytics surgiu de uma necessidade do mercado identificada pela empresa. A SIBS, depois de depois de ser contactada sucessivamente por entidades que pediam dados sobre o consumo em Portugal, lançou esta plataforma, que foi alavancada pela montanha de dados que a empresa processa todos os dias.

Num encontro com a comunicação social, Maria Antónia Saldanha, a diretora de comunicação da SIBS, apresentou o SIBS Analytics e explicou como esta iniciativa está ligada ao DNA da empresa, que “é uma empresa de big data“. Por dia, a SIBS processa cerca de três mil milhões de transações e gera 300 terabytes de informação por ano. “O SIBS Analytics tem mil milhões de indicadores”, explicou Maria Antónia Saldanha.

Desdobrado em duas vertentes, o SIBS Analytics divide-se entre o segmento empresarial, o serviço de business intelligence e que oneroso, e o portal de indicadores de consumo, que é gratuito.

Enquanto do primeiro segmento nasceu uma nova área de negócio para a empresa liderada por Madalena Cascais Tomé, o segundo tem por objetivo dar a possibilidade que os cidadãos naveguem “à la Google“, revelou Maria Antónia Saldanha e garantiu que “90% dos dados sobre as operações que a SIBS gere” podem ser consultados, de forma agregada, no SIBS Analytics.

O portal dos indicadores de consumo é baseado em informação recolhida através dos pagamentos eletrónicos e acesso a numerário (levantamentos em ATM) processados pela SIBS nos últimos dois anos. Estes indicadores estão organizados por caracterização do consumo agregado, que permite saber o número e o valor transacionado, por setores de atividade e área geográfica, e por cor caracterização do consumidor português e estrangeiro em Portugal, por grupos de consumo e períodos de estadia, respectivamente.

Ler mais
Recomendadas

Novas notas de 100 e 200 euros entram em circulação na terça-feira e completam série Europa

As novas notas de 100 e 200 euros entram em circulação a partir de terça-feira, com a mesma cor, mas menor dimensão e com novos elementos de segurança, concluindo a implementação das notas da série Europa.

Tem carro a gasóleo? Espere por segunda-feira para abastecer

A partir da próxima semana, o gasóleo ficará mais barato, e a gasolina segue o percurso inverso, aumentando o preço. Veja aqui onde estão os postos mais baratos.

As cidades com os táxis mais caros (e mais baratos) do mundo

O Deutsche Bank fez uma pesquisa onde elenca 55 cidades e os respetivos preços médios para utilizar o táxi. Lisboa está em 34.º lugar de uma lista que coloca Zurique no primeiro lugar e Amesterdão em segundo.
Comentários