Simulador da ERSE permitiu a 58% dos consumidores encontrar tarifários de energia mais baratos

Num inquérito realizado aos utilizadores do simulador, este indicou que 58% encontraram preços mais baixos face ao seu contrato atual, sendo que dessa percentagem, 82% manifestaram intenção de mudar de comercializador.

Dos quase um milhão de portugueses que fizeram uma simulação dos preços de energia através do simulador online da ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, mais de metade encontrou preços mais baixos face ao seu contrato atual,

O novo simulador de preços de energia, lançado pela ERSE, a 29 de maio de 2018, no Dia Mundial da Energia, registou até ao final do ano passado um total de 963,029 simulações, informou a entidade em comunicado esta segunda-feira.

Num inquérito realizado aos utilizadores do simulador, este indicou que 58% encontraram preços mais baixos face ao seu contrato atual, sendo que dessa percentagem, 82% manifestaram intenção de mudar de comercializador.

A liberalização dos mercados de eletricidade e de gás natural em Portugal continental permite aos consumidores escolher livremente o seu fornecedor, existindo atualmente vários comercializadores que concorrem entre eles com preços de mercado.

O simulador de preços de energia da ERSE apresenta todas as ofertas comerciais de 23 comercializadores na eletricidade e de 8 comercializadores no gás natural, reunindo informação relativa a mais de 317 tarifários, permitindo aos consumidores estarem informados sobre a existência de ofertas comerciais mais vantajosas.

Por exemplo, para um consumidor de eletricidade com uma potência contratada de 3,45 kVA e um consumo anual de 1,900 kWh, a oferta de preço mais baixo resulta numa fatura mensal de 36,63 euros, enquanto a oferta mais cara pode implicar um custo acrescido de mais de 18 euros ao mês.

Este simulador de preços de energia é ”particularmente importante” num contexto em que vários comercializadores anunciaram descidas nos seus tarifários no início deste ano. Uma vez que estas descidas podem ser diferentes entre os vários tarifários, é importante que cada consumidor escolha qual a melhor oferta para a sua situação em particular.

Ler mais
Recomendadas

Saiba como preencher uma queixa no livro de reclamações

Há vários meios para reclamar: o contacto direto com o vendedor/prestador de serviços, o envio de carta registada com aviso de receção ou a queixa no livro de reclamações.

Câmara de Lisboa já cobrou mais de 17 mil euros por trotinetas mal-estacionadas

A Polícia Municipal de Lisboa cobrou 17.145 euros em coimas por trotinetas mal-estacionadas, entre fevereiro e o início de junho, tendo removido 1.820 veículos do centro da cidade nos últimos cinco meses, divulgou hoje a autarquia.

Preços das chamadas para os números 707 e 708 vão baixar até 48%

O regulador estima que a redução de custo destas chamadas vai permitir, “no mínimo, uma poupança anual global para os utilizadores finais na ordem dos seis a sete milhões de euros”.
Comentários