Só 10% dos profissionais ligados ao investimento recorrem a Inteligência Artificial

O recurso a esta tecnologia e a aplicações de ‘Big Data’ está a aumentar mas ainda não é utilizada por uma percentagem significativa de profissionais de empresas de investimento, segundo um estudo da associação norte-americana CFA Institute.

Fabrizio Bensch/Reuters

As empresas de investimento que recorram às novas tecnologia de recolha e análise de dados (Big Data) e Inteligência Artificial (IA) terão uma maior probabilidade de serem bem-sucedidas no futuro, de acordo com um estudo da Chartered Financial Analyst (CFA). No entanto, os investigadores do CFA Institute concluíram que a utilização da IA ainda não é muito explorada pelos profissionais ligados ao investimento. Só 10% a nível global recorrem a estas ‘ferramentas’ tecnológicas.

A utilização futura da IA e da Big Data vai permitir às empresas transformar a maneira como são tratadas algumas tarefas, nomeadamente o processamento de linguagem natural (PLA), a visão computorizada e o reconhecimento de voz para processar dados texto, imagem e áudio, na opinião destes especialistas.

O mesmo documento, divulgado esta sexta-feira pela associação de profissionais de investimento locais CFA Society Portugal, o uso de machine learning vai permitir a incorporação de técnicas para melhorar a eficácia dos atuais algoritmos usados em processos de investimento e o uso de técnicas de IA para processar grandes dados vai revolucionar a maneira como as empresas elaboram os chamados “insights de investimento”.

Em relação às empresas tecnológicas do setor financeiro (fintech), a CFA alerta que para se obter este “rótulo”, as empresas terão de ultrapassar alguns obstáculos como “falta de tempo, visão de liderança, talento, custo e recurso à tecnologia”. A organização acrescenta ainda só derrubando estas barreiras será possível “constituir equipas em forma de T (que combinam expertise de investimento, inovação e aplicação de tecnologia através de estratégias ou processos de investimento)”.

O programa CFA é responsável por atribuir uma qualificação profissional de pós-graduação internacional a profissionais de investimentos e financeiro. Atualmente, existem mais de 165 mil detentores da mesma em todo o mundo.

Recomendadas

Novo Banco contrata investigadores privados para seguir Nuno Vasconcellos

O Novo Banco tomou esta decisão para recolher informação e material que possa ser utilização em eventuais ações judiciais de cobrança de dívias que a Ongoing deixou por pagar em Portugal
Supermercados

Vendas do Grupo DIA caíram 9% em 2019, mas há uma tendência de mudança em Portugal

O grupo retalhista presente no mercado nacional garante sinais de inflexão de queda na operação em Portugal, mas não revela números.

Coronavírus: Ligações da Easyjet a partir de Portugal para Itália não serão afetadas por enquanto

A easyJet diz que, por enquanto, os voos da companhia entre Portugal e Itália não estão afetadas e que está a acompanhar o evoluir da situação no norte de Itália, onde o Covid-19 já matou 14 pessoas e infetou pelo menos 400.
Comentários