Sócios-gerentes com faturação anual superior a 80 mil euros já têm direito a apoio extraordinário do Estado

Só é possível requerer o apoio relativo à quebra da faturação entre os meses de março e julho até setembro. Já para requerer o apoio relativo ao mês de agosto, os empresários têm até 6 de setembro.

João Relvas/Lusa

Os sócios-gerentes com faturação anual superior a 80 mil euros e que tenham registado uma quebra das receitas de, pelo menos, 40%, por causa da pandemia, já podem requerer o apoio extraordinário à redução de atividade económico, notícia o “Expresso“, esta sexta-feira.

Este apoio entrou em vigor no passado dia 25 de julho, embora a Segurança Social ainda não tivesse atualizado o formulário através do qual os sócios-gerentes o podem requerer.

Com a alteração a esta medida, o Executivo retirou este teto máximo que limitava o acesso ao apoio público, fixado em até 80 mil euros de receitas anuais.

Esta alteração ao apoio extraordinário à atividade económica tem efeitos retroactivos, produzindo efeitos para o passado, a partir de 13 de março.

A publicação dá ainda conta de que só é possível requerer o apoio relativo à quebra da faturação entre os meses de março e julho até setembro. Já para requerer o apoio relativo ao mês de agosto, os empresários têm até 6 de setembro.

Relacionadas

Do apoio aos sócios-gerentes ao apoio extraordinário a desempregados: as coligações negativas que o PS hoje deverá enfrentar

Os socialistas pediram ontem o adiamento de vários blocos na votação na especialidade, muitos dos quais deverão ser viabilizados através da votação a favor da oposição e dos parceiros à esquerda. Já a exclusão de empresas sediadas em offshores dos apoios públicos foi acordada entre o Governo e o Bloco e deverá passar.
Recomendadas

Como usar a aplicação “Calendário” do Windows 10 para organizar a sua vida

O Windows 10 tem uma aplicação de calendário completa e versátil. Veja como a configurar e utilizar.

“O melhor candidato é aquele que o nosso cliente contrata”

Nesta entrevista ao JE, João Maciel diz que o advogado é um “problem solver” e aconselha a ter uma visão realista da profissão. Na hora de recrutar, acrescenta, as sociedades privilegiam a Universidade, a média do curso e as línguas estrangeiras.

Clientes que não queiram prolongar moratórias têm de informar banco até hoje

Os clientes que tenham aderido à moratória ficam automaticamente abrangidos, exceto quando comuniquem ao banco que não o pretendem, tendo para isso de o fazer até este domingo, 20 de setembro.
Comentários