Somague ganha construção de estação do metro de São Paulo

A obra foi adjudicada por um montante de 14,5 milhões de euros (cerca de 62,2 milhões de reais) e terá um prazo de execução de 24 meses.

A Sacyr Somague ganhou a construção da estação Jardim Colonial do Metro de São Paulo, no Brasil. A obra foi adjudicada por um montante de 14,5 milhões de euros (cerca de 62,2 milhões de reais). A nova estação terá uma área de 5.974 metros quadrados.

Esta nova estação, localizada na linha 15-Prata do Metro de São Paulo terá um prazo de execução de 24 meses.

“A nova estação terá nove escadas rolantes e quatro elevadores, uma área construída de 5.974 metros quadrados, distribuídos por seis pisos, com áreas de acesso e instalações técnicas, permitindo completar a Linha 15-Prata do monocarril com capacidade para transportar 400 mil pessoas por dia”, revela um comunicado da construtora.

Segundo esse mesmo documento, “o projeto, adjudicado pelo Metro de São Paulo, inclui a execução das obras da estação e edifícios de apoio, comunicação visual, paisagismo, iluminação, dois quilómetros de ciclovia e a adaptação do sistema viário no troço compreendido entre as estações de São Mateus e do Jardim Colonial”.

A Sacyr Somague tem experiência no mercado brasileiro, tendo já desenvolvido outros projetos no metro da cidade de São Paulo, além de estar a trabalhar na linha leste do metro de Fortaleza.

Recomendadas

GEOTA coloca ação em tribunal para impedir construção da barragem do Fridão pela EDP

A ação foi colocada em tribunal a poucos dias de o ministro do Ambiente Matos Fernandes tomar uma decisão sobre a construção da barragem do Fridão pela EDP.

Grupo BCP desce abaixo dos 5% na Teixeira Duarte

No final de 2017 o Fundo e Pensões do BCP tinha 9,4% da Teixeira Duarte, construtora que é dominada em 50,4% pela TD SGPS.

PSD desafia ‘lobby’ dos empreiteiros na adjudicação de obras públicas

Esta sexta-feira, 12 de abril, a Autoridade da Concorrência multou a Mota-Engil em mais de 900 mil euros por participação num cartel que incidiu sobre concursos públicos de manutenção ferroviária. Em março ficou decidido que a AdC vai ser ouvida no Parlamento, a pedido do PSD, para explicar se tem feito tudo o que está ao seu alcance para controlar a concertação nos concursos públicos.
Comentários