Sonangil investe 2,5 milhões de euros e cria 35 empregos com nova fábrica de betão em Sines

A Sonangil Betão escolheu a Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS) para a instalação de nova unidade industrial, uma central de betão pronto e instalações de apoio à construção civil.

A Sonangil Betão escolheu a Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS) para a instalação de nova unidade industrial, uma central de betão pronto e instalações de apoio à construção civil. A nova unidade industrial irá localizar-se no lote 11 do loteamento E da zona 1 da ZILS e tem como objetivo “dinamizar este ramo de negócio no concelho de Sines e zonas limítrofes, onde a empresa expande a sua atividade”.

O investimento foi de aproximadamente 2,5 milhões de euros e implicou a criação de cerca de 25 postos de trabalho diretos e 10 indiretos nas atividades de apoio.

“O espaço servirá igualmente de base de apoio a uma outra empresa do grupo (Sonangil SA) especializada em todo o tipo de construção civil e obras públicas com até mais 50 trabalhadores que serão necessários para satisfazer as necessidades de duas obras já adjudicadas no concelho de Sines (Porto Côvo) e outra em Alcácer do Sal no valor aproximado de três milhões de euros”, adianta um comunicado da empresa.

A Sonaguil refere ainda, na nota tornada pública esta quarta-feira, que tem expetativas de “outras tantas obras em orçamentação para este concelho e limítrofes, de modo a expandir a sua atividade nesta região”.

A nova unidade industrial da Sonangil na ZILS irá ocupar cerca de um hectare do espaço gerido pela aicep Global Parques.

Recomendadas

GEOTA coloca ação em tribunal para impedir construção da barragem do Fridão pela EDP

A ação foi colocada em tribunal a poucos dias de o ministro do Ambiente Matos Fernandes tomar uma decisão sobre a construção da barragem do Fridão pela EDP.

Somague ganha construção de estação do metro de São Paulo

A obra foi adjudicada por um montante de 14,5 milhões de euros (cerca de 62,2 milhões de reais) e terá um prazo de execução de 24 meses.

Grupo BCP desce abaixo dos 5% na Teixeira Duarte

No final de 2017 o Fundo e Pensões do BCP tinha 9,4% da Teixeira Duarte, construtora que é dominada em 50,4% pela TD SGPS.
Comentários