Sonangil investe 2,5 milhões de euros e cria 35 empregos com nova fábrica de betão em Sines

A Sonangil Betão escolheu a Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS) para a instalação de nova unidade industrial, uma central de betão pronto e instalações de apoio à construção civil.

A Sonangil Betão escolheu a Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS) para a instalação de nova unidade industrial, uma central de betão pronto e instalações de apoio à construção civil. A nova unidade industrial irá localizar-se no lote 11 do loteamento E da zona 1 da ZILS e tem como objetivo “dinamizar este ramo de negócio no concelho de Sines e zonas limítrofes, onde a empresa expande a sua atividade”.

O investimento foi de aproximadamente 2,5 milhões de euros e implicou a criação de cerca de 25 postos de trabalho diretos e 10 indiretos nas atividades de apoio.

“O espaço servirá igualmente de base de apoio a uma outra empresa do grupo (Sonangil SA) especializada em todo o tipo de construção civil e obras públicas com até mais 50 trabalhadores que serão necessários para satisfazer as necessidades de duas obras já adjudicadas no concelho de Sines (Porto Côvo) e outra em Alcácer do Sal no valor aproximado de três milhões de euros”, adianta um comunicado da empresa.

A Sonaguil refere ainda, na nota tornada pública esta quarta-feira, que tem expetativas de “outras tantas obras em orçamentação para este concelho e limítrofes, de modo a expandir a sua atividade nesta região”.

A nova unidade industrial da Sonangil na ZILS irá ocupar cerca de um hectare do espaço gerido pela aicep Global Parques.

Recomendadas

Empresa de engenharia Quadrante entra na África do Sul

A Quadrante vai desenvolver o projeto de estruturas do futuro ‘Centro Comercial Fourways Mall’, em Joanesburgo, uma obra que será realizada em parceria com a Mota – Engil.

Congresso tenta chegar a acordo com Trump sobre o muro com o México para evitar novo shutdown

A recusa do Congresso em dar o dinheiro para a construção do muro na fronteira com o México originou o shutdown mais longo da história, que durou 35 dias e afetou 800 mil empregados públicos, superando o custo do muro.

Obras públicas: AICCOPN revela “quedas significativas” em 2018

A entidade indicou que no ano passado “o volume total de concursos de empreitadas de obras públicas promovido, ou seja, objeto de anúncio em Diário da República, foi de 2.633 milhões de euros, menos 11% do que o apurado em 2017”.
Comentários