S&P corta rating do Commerzbank do Deutsche Bank

As fracas perspetivas da economia alemã e as dificuldades que a banca necessariamente vai sentir na resposta à pandemia levaram a agência de rating a colocar as duas entidades bancárias em observação negativa.

A agência de crédito S & P disse esta quinta-feira que tinha cortado o rating de crédito do Commerzbank e reduzido a sua perspectiva para o Deutsche Bank de estável para negativa, com as perspectivas dos credores a ficarem cada vez mais sombrias no meio ao surto de coronavírus.

As medidas fazem parte de uma ação abrangente da S&P para vários credores na Alemanha e seguem um esforço semelhante da Fitch, no mês passado. “Esperamos que os ganhos bancários, a qualidade dos ativos e, em alguns casos, a capitalização, enfraqueçam significativamente até o final de 2020 e até 2021″, disse a S&P em comunicado citado pela agência Reuters.

A S&P, que espera uma recessão “severa” na Alemanha este ano, disse sobre o Commerzbank que “torna-se cada vez mais desafiador realizar a reestruturação do banco, essencial de há vários anos a esta parte”.

Por outro lado, a agência de rating disse que a reestruturação do Deutsche estava “fundamentalmente no caminho certo”, mas reconheceu “riscos substanciais de queda” motivados pela pandemia .

Ambos os bancos, que agora têm classificação BBB + com perspectiva negativa, recusaram comentar a medida.

Recomendadas

Nasdaq lidera quedas em Wall Street

As tecnológicas acentuaram as perdas, nomeadamente as FAANG. A Facebook perdeu 2,48%, a Apple cedeu 0,46%, a Amazon tombou 3%, a Netflix afundou 4,23% e a Alphabet, dona da Google, caiu 1,74%. Também a Microsoft teve uma sessão negativa, desvalorizando 3,09%.

Domingos Soares de Oliveira: “não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”

“Conforme é sabido, o nosso presidente tem uma relação pessoal com o treinador Jorge Jesus, portanto é natural que converse com o treinador, mas não não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”, vincou Domingos Soares de Oliveira.

PSI-20 fecha em alta com a ajuda do BCP que valorizou mais de 3%

O BCP foi a estrela da sessão ao subir mais de 3%. Mas a queda da EDP, depois das notícias de que a própria empresa deverá ser constituída arguida no processo de rendas excessivas, travou a subida do PSI-20 que fechou em alta, mas abaixo das principais praças da Europa.
Comentários