SPGM cria linha de crédito para apoiar eficiência energética das empresas

Esta linha destina-se às micro, pequenas e médias empresas e tem por objetivo apoiar as empresas na implementação de medidas que permitam a redução do consumo energético e a mudança das fontes energéticas fósseis para renováveis.

A SPGM – Sociedade de Investimento vai lançar uma linha para a Eficiência Energética, em conjunto com várias entidades de turismo e inovação. Esta linha destina-se às micro, pequenas e médias empresas e tem por objetivo apoiar as empresas na implementação de medidas que permitam a redução do consumo energético e a mudança das fontes energéticas fósseis para renováveis.

“A Linha para a Eficiência Energética permite apoiar operações de financiamento destinadas à substituição de equipamentos por outros mais inovadores, modernos e eficientes; implementar dispositivos de monitorização, de controlo e atuação que permitam otimizar as condições de uso e consumo de energia; e a reformulação e integração de processos, incluindo a troca de fonte de energia fóssil para energia proveniente de fontes renováveis”, explica a SPGM, em comunicado.

A linha vai ter um montante global de 100 milhões de euros, estando o montante máximo de operação por empresa limitado aos 2 milhões de euros. As operações de crédito vão beneficiar de uma garantia autónoma à primeira solicitação prestada pelas SGM, destinada a garantir até 80% do capital em dívida em cada momento do tempo. O montante global da linha tem um prazo de vigência de até 2 anos após o seu início.

Esta linha para a Eficiência Energética foi criada pela SPGM, em conjunto com o Programa Interface, o Turismo de Portugal, o Fundo de Inovação, Tecnologia e Economia Circular e as Sociedades de Garantia Mútua (SGM) – Agrogarante, Garval, Lisgarante e Norgarante.

Recomendadas

Quanto custa pagar e fazer transferências com MB Way?

Face aos novos custos do MB Way, em algumas situações pode compensar mais pagar com recurso a cartões bancários. Mesmo nos pagamentos com cartões de crédito, a verdade é que estes possuem um período sem juros e muitos nem anuidade têm. É uma questão de fazer as contas.

IAD ou ITP, qual destes seguros de vida deve escolher?

Se pedir um crédito habitação vai notar que será obrigatório contratar um seguro de vida (seja o da própria instituição financeira ou mesmo o de uma outra seguradora) – muitos bancos até fazem deste requisito uma forma de o cliente ficar com um spread mais apelativo. Porém, existem dois tipos de seguros de vida: IAD ou ITP. Descubra qual deve contratar consoante o seu perfil.

Preços de venda e real valor das casas estão desajustados

A aquisição de casa própria é, normalmente, o maior investimento efetuado por uma família e geralmente o preço que pagam não é adequado ao valor real do imóvel. Uma correta avaliação do imóvel a adquirir é fundamental para decidir a compra de casa.
Comentários